Tamanho do texto

Parceria entre Ministério da Saúde e Centro de Valorização da Vida torna ligação para prevenção do suicídio gratuita nos quatro estados que restavam

Ligação para Centro de Valorização da Vida se tornará gratuita em todo País graças à parceria com o Ministério da Saúde
Reprodução/CVV
Ligação para Centro de Valorização da Vida se tornará gratuita em todo País graças à parceria com o Ministério da Saúde

A partir deste domingo (1º), as ligações para o Centro de Valorização da Vida ( CVV ) que ajuda na prevenção ao suicídio se tornarão gratuitas em todo País. Os únicos quatro estados que ainda não tinham o serviço à disposição gratuitamente eram Bahia, Maranhão, Pará e Paraná, mas eles se juntaram aos demais a partir de agora graças a uma parceria com o Ministério da Saúde.

Leia também: Depressão afeta 300 milhões em todo o mundo, alerta OMS; entenda a doença

A parceria começou em 2015. Na ocasião, a assinatura do termo de cooperação técnica entre o CVV e o Ministério da Saúde aconteceu e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou o ato de autorização que estabeleceu que o número 188 seria disponibilizado para a realização da ligação para prevenção ao suicídio .

O serviço gratuito, porém, começou valendo apenas no Rio Grande do Sul. Nessa fase, o número de atendimentos diários realizados por ligação saltaram de 250 para 800. O sucesso do projeto piloto fez com que o número 141 (que cobra pela ligação) fosse sendo substituído gradualmente pelo número 188 (gratuito).

A expansão foi feita em etapas. Após o Rio Grande do Sul, Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima e Santa Catarina receberam a novidade no dia 30 de setembro de 2017. Depois foi a vez do Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, São Paulo, Tocantins e Amazonas também fossem contemplados pela novidade a partir do dia 9 de dezembro de 2017.

Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe se juntaram ao grupo no dia 30 de março de 2018. E a partir da amanhã Bahia, Maranhão, Pará e Paraná unificarão o atendimento no País inteiro.

A mudança ainda prevê que ao unificar o atendimento num único número nacionalmente, os usuários poderão ser atendidos por voluntários disponíveis em qualquer estado do Brasil. Antes, como os atendimentos eram locais e variavam de cidade para cidade, se um usuário fizese uma ligação para prevenção do suicídio e encontrasse uma linha ocupada, ele teria que aguardar até que o atendimento anterior fosse finalizado. Agora, porém, o atendimento poderá ser realizado por alguém que está até mesmo do outro lado do País.

Leia também: Pesquisa revela que tomar comprimidos de magnésio pode combater a depressão

Vale ressaltar que as ligações para o 188 são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular, provenientes de qualquer cidade do estado contemplado, a partir desse domingo.

Ligação para prevenção do suicídio não é a única alternativa

Apesar da novidade representar um grande avanço no combate ao suicídio no Brasil, ligações não são a única alternativa para o usuário que pensa em suicídio e busca ajuda. O atendimento do CVV é realizado tanto pelo telefone como por email, chat online e até presencialmente numa das 89 unidades de atendimento espalhadas pelo País.

O CVV, que foi fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos reconhecida como de Utilidade Pública Federal desde 1973. O Centro conta com mais de 2 milhões de atendimentos anuais, realizado por aproximadamente 2.400 voluntários que  mantém total sigilo e anonimato necessário para quem quer tocar num assunto tão íntimo.

Leia também: OMS dedica Dia Mundial da Saúde à depressão, mal que atinge mais de 300 milhões

Dessa forma, aqueles que desejarem fazer uma ligação para prevenção do suícidio podem ligar para o número 188 a partir de amanhã de qualquer lugar do País e encontrarão uma pessoa treinada para oferecer ajuda com toda a segurança. A expectativa do CVV é atender mais de 2,5 milhões de ligações esse ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.