Tamanho do texto

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, 13 estados foram afetados com as paralisações; veja quais rodovias federais foram interditadas no país

Caminhoneiros protestam contra o aumento do combustível em rodovias federais brasileiras
Marcelo Camargo/ABr
Caminhoneiros protestam contra o aumento do combustível em rodovias federais brasileiras

Pelo menos 13 estados amanheceram com as rodovias federais interditadas nesta segunda-feira (21). As vias estão bloqueadas devido aos protestos feitos por caminhoneiros contra o aumento do preço dos combustíveis.

Leia também: Barco com 27 imigrantes à deriva é resgatado na costa do Maranhão

Na última semana a categoria de caminhoneiros autônomos já havia prometido paralisação se não fossem atendidas algumas reivindicações solicitadas ao governo federal, conforme anunciou a Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCam) e a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA).

Apesar de não haver confirmação da ABCam sobre um balanço geral, há manifestações em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. Minas Gerais e Bahia são as unidades da federação com maior número de registros.

Vias interditadas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou que 49 manifestações em estradas do país aconteceram nesta manhã.

Em Minas Gerais , há 13 interdições causadas pelo protesto dos caminhoneiros nas rodovias federais. Seis delas na BR-040 (kms 511; 618; 628; 699; 780 e 808). Há também três pontos da BR-381 (km 513; km 617; km 690). Os demais pontos de interdição estão no km 504 da BR-251 e nos km 368 e km 412 da BR-262.

A PRF contabiliza nove postos de interdição na Bahia . Dois deles na BR-101 (kms 672 e 920); e outros dois na BR-324 (km 530 e km 430). Há também duas interdições na BR-407 (kms 131 e 230), e na BR-116 (km 338 e km 520); e um na BR-242 (km 875).

Os caminhoneiros interditaram quatro pontos em Goiás . Dois deles na BR-050 (kms 97 e 279); um ponto de interdição no km 10 da BR-040, na altura de Luziânia, e outro no km 699 da BR-153.

No Paraná há registro de manifestações na BR-376 (km 257 e km 502); e em dois pontos da BR-153 (km 43, em Santo Antônio da Platina, e no km 112, em Ibaiti). Segundo a PRF local, nesses pontos há, no máximo, uma faixa interditada.

Já a PRF nacional aponta outros três pontos de interdição no Paraná por conta do protesto dos caminhoneiros: dois deles na BR-277 (km 6, altura de Paranaguá; e km340, na altura de Guarapuava). Outra interdição foi reportada na BR 116 (km 67, altura de Campina Grande do Sul). Há também uma interdição em andamento desde o final de semana no km 441 da BR-373. Esta, no entanto, se deve a protestos feitos por indígenas da região de Candoi.

Das duas interdições registradas pela PRF em Mato Grosso , uma foi feita por caminhoneiros (km 392 da BR-364). A segunda interdição, no km 1243 da mesma rodovia, é feita por indígenas. Em Mato Grosso do Sul , há registro de três interdições devido aos protestos (km 365 da BR-267; km 324 e km 478 da BR-163).

Leia também: Em operação no Rio de Janeiro, chefe do tráfico é morto no morro do Barão

Há também um ponto interditado no Ceará (km 419 da BR-020, próximo a Maracanau); dois pontos da BR-101 no Espírito Santo , na altura do km 204 e km 302.

Já no Rio Grande do Sul há dois pontos de interdição feitos por caminhoneiros, na BR-101 (km 22, altura de Três Cachoeiras); e na BR-392 (km 350, na cidade de Santa Maria).

O Rio de Janeiro apresenta três pontos de interdição por conta dos protestos, no km 276 da BR-116, km 255 da BR393 e km 61 da BR-040. Há um outro ponto de interdição em Pernambuco , no km 83 da BR-101.

Há ainda uma interdição no estado do Pará (km 419 da BR-020) e uma no Rio Grande do Norte (km 105 da BR-101). 

São Paulo teve greve na zona leste, na avenida Jacu-Pêssego, no sentido Ayrton Senna, próximo à rua Jaime Ribeiro Wrigth, com duas faixas interditadas até às 10h da manhã, conforme informou a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

A Marginal Pinheiros no sentido Castelo Branco, pouco depois da Ponte Octavio Frias de Oliveira (Estaiada) também estava paralisada às 8h. No sentido Interlagos, perto da Ponte Jaguaré, na zona oeste, também ficou interditado por volta das 10h.

A rodovia Presidente Dutra, sentido São Paulo, teve protestos entre os km 101 e 106.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Dono da marca de bebida Dolly é solto após 8 dias de prisão por fraude fiscal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.