Apagão afetou estados das regiões Norte e Nordeste e fornecimento de energia só foi normalizado após cinco horas
Reprodução/Twitter - @MouraWlademir
Apagão afetou estados das regiões Norte e Nordeste e fornecimento de energia só foi normalizado após cinco horas

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgou nota na manhã desta quinta-feira (22) afirmando que será elaborado, em reunião marcada para segunda-feira (26), um relatório sobre as causas do  apagão que atingiu as regiões Norte e Nordeste na tarde e noite dessa quarta-feira (21). No texto, o órgão se refere à interrupção no fornecimento de energia que durou até cinco horas como uma "perturbação".

De acordo com o ONS, o  apagão teve origem na falha de um disjuntor na subestação Xingu, no Pará. O relatório a ser desenvolvido irá determinar o que causou essa falha mediante a "análise de grande quantidade de informações" colhidas com as empresas envolvidas. A reunião de segunda-feira ocorrerá na sede do ONS no Rio de Janeiro.

O problema na subestação Xingu ocorreu às 15h48 dessa quarta-feira e interrompeu o escoamento da energia produzida na usina de Belo Monte, também no Pará,  para as regiões Sudeste e Centro-Oeste. Para essas regiões e também para o Sul do País, a normalização do fornecimento de energia se deu em cerca de 20 minutos.

Leia também: Durante apagão, alunos de Alagoas fazem prova com luz da lanterna do celular

Norte e Nordeste do País

Já na região Norte, houve desligamento do serviço para os consumidores em Manaus (AM), no Macapá (AP), em Palmas (TO) e em Belém (PA), além da maior parte das cargas dos estados do Maranhão e do Pará. A distribuição de energia foi restabelecida por completo na região às 17h50, cerca de duas horas após o início dos problemas.

Você viu?

Todos os estados da região Nordeste foram afetados pela "perturbação" de ontem. Segundo o ONS, apenas cargas residuais na região de fronteira com o sistema Sudeste continuaram com suprimento de energia. Na Bahia e no Ceará, a situação só foi normalizada às 21h da noite, mais de cinco horas após a falha ocorrida na subestação Xingu.

"A perda total de geração na região Nordeste durante a perturbação tornou o processo de recomposição mais complexo e demorado", explicou o Operador Nacional do Sistema Elétrico.

Ainda segundo o ONS, o Sistema Interligado Nacional está operando normalmente nesta quinta-feira, "sem qualquer incidente digno de nota". O bipolo entre Xingu (PA) e Estreito (MG), que escoa a produção da usina Belo Monte e foi prejudicado durante o apagão dessa quarta-feira, também já retornou à operação.

Leia também: Exército "dá sensação de conforto aos moradores dos morros", diz Temer

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários