Luciano Pizzatto foi ex-deputado do Paraná, e atualmente era secretário de representação do Paraná em Brasília
Reprodução/Arquivo pessoal
Luciano Pizzatto foi ex-deputado do Paraná, e atualmente era secretário de representação do Paraná em Brasília

O secretário de representação do Paraná em Brasília, Luciano Pizzatto, morreu na madrugada desta quarta-feira (21) em um quarto de um hotel em Brasília. Até o momento, não se tem informações exatas sobre a causa da morte, que ocorreu pouco antes da 1h no quarto de um hotel que fica na Asa Sul, na área central de Brasília. Pizzatto foi deputado federal por cinco mandatos, entre 1991 e 2013, pelos partidos PMDB, PRN, PFL e DEM, e deputado estadual, pelo PMDB, entre 1989 e 1991.

Leia também: CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco

De acordo com assessores do governo do Paraná, o ex-deputado , que tinha 60 anos, sofreu um mal súbito. Pizzatto teria um histórico de problemas cardíacos e de diabetes, e teve o mal súbito após se deitar na cama, conforme informou uma testemunha à Polícia Militar (PM).

Em depoimento, a testemunha também afirmou que ele chegou a cair da cama, bateu com a cabeça na cômoda e cortou a testa. Mesmo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no local, tentando reanimá-lo, o ex-deputado não resistiu.

Na ocasião, Pizzatto acompanhava a vice governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), em uma agenda na capital federal.

Você viu?

Leia também: Brasil tem um político assassinado por mês, aponta levantamento

Carreira

Como chefe do escritório do governo estadual em Brasília, ele tinha, entre suas atribuições, o contato com parlamentares e autoridades do Poder Executivo. Nos últimos dias, estava acompanhando a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), nas agendas pela cidade, o que incluía participações no 8º Fórum Mundial da Água e no Seminário Internacional da Primeira Infância.

Pizzato nasceu no dia 23 de março de 1957 em Curitiba. Ele é formado em engenharia florestal pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Foi deputado estadual por um mandato e federal por quatro legislaturas. Além disso, também presidiu a Companhia Paranaense de Gás (Compagás).

Especialista em direito socioambiental, publicou diversos trabalho sobre questões de meio ambiente. Pizzatto deixa esposa e três filhos.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Mulher morre em desabamento na zona norte de SP; cidade está em estado de alerta

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários