Tamanho do texto

Bombeiros temem confirmação de terceira morte, uma vez que um homem arrastado pela correnteza durante enchente está desaparecido há 24 horas

Foto divulgada pela Defesa Civil de Santa Catarina mostra estragos na região metropolitana de Florianópolis
Arcanjo 01 CBMSC
Foto divulgada pela Defesa Civil de Santa Catarina mostra estragos na região metropolitana de Florianópolis

As autoridades de  Santa Catarina confirmaram na tarde desta quinta-feira (11) que já foram registradas ao menos duas mortes em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região metropolitana de Florianópolis nas últimas 48 horas. Há ainda a possibilidade de que uma terceira morte seja confirmada em breve, uma vez que um homem de 34 anos de idade está desaparecido desde a tarde dessa quarta-feira (10) após ter sido arrastado pela correnteza em Balneário Camboriú.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina , a primeira morte foi a de uma menina de 8 anos de idade que brincava na garagem de casa no momento em que uma árvore caiu sobre o local, no município de São João Batista, na tarde de ontem. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. A irmã da menina também sofreu ferimentos, mas foi liberada após receber atendimento no hospital.

O homem de 34 anos que está desaparecido foi arrastado pela correnteza quando tentava desobstruir uma tubulação para evitar que a água entrasse em sua casa. O ato foi semelhante ao de outra vítima das chuvas, que morreu em Florianópolis enquanto tentava limpar uma boca-de-lobo. Segundo testemunhas relataram aos socorristas, o homem de 59 anos de idade bateu com a cabeça e entrou em convulsão, sofrendo parada cardiorrespiratória. Ele chegou a ser reanimado, mas não resistiu.

Leia também: Exército Brasileiro investiga desaparecimento de munição pesada no Ceará

Estragos em 19 cidades

As chuvas que atingem grande parte do estado alcançaram o maior índice pluviométrico já registrado em solo catarinense, com a precipitação de 400 mm de chuva em apenas 48 horas. A previsão é de que o cenário chuvoso prevaleça no estado ao menos até essa sexta-feira (12).

O clima extremo já causou estragos em ao menos 19 municípios no estado, conforme informou nesta quinta-feira a Defesa Civil. Segundo o órgão, foram atendidas até o início da noite dessa quarta-feira um total de 15 ocorrências, sendo dez deslizamentos, três quedas de muros e duas quedas de árvores.

"A água está baixando, mas temos problemas ainda de estradas com acesso dificultado. Todo o trabalho preventivo que foi feito de emissão de alerta reduziu bastante o impacto em nossas regiões", afirmou o secretário estadual da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, em vídeo publicado pelo governador Raimundo Colombo (PSD).

O chefe do Poder Executivo de Santa Catarina garantiu que "todas as ações do governo estão disponibilizadas para dar sustentação" às atividades de atendimento às vítimas e cidades afetadas pelas chuvas.

Leia também: Prefeitura do Rio quer tropas federais atuando na cidade durante o carnaval

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.