Tamanho do texto

O Papai Noel, de mais de 80 anos, anda pelas ruas da cidade doando balas aos pequenos, mas depende da doação das guloseimas para 'fazer seu trabalho'

O Papai Noel Luizão, protagonista de uma atração tradicional em Itatiba, foi atacado por crianças por ter ficado sem doces
Reprodução/Facebook Natal Itatiba - Papai Noel Luizão
O Papai Noel Luizão, protagonista de uma atração tradicional em Itatiba, foi atacado por crianças por ter ficado sem doces


Papai Noel foi apedrejado na cidade de Itatiba, interior de São Paulo. O 'pobre homem' foi alvejado pelas crianças dos bairros Cecap e Porto Seguro, que estariam "frustradas" após descobrirem que os doces distribuídos pelo 'velhinho', que é voluntário, acabaram. O fato aconteceu na cidade, que fica a cerca de 80 km de São Paulo, no último domingo (10). 

Leia também: Avião que desapareceu com família em Mato Grosso é encontrado pela FAB

De acordo com uma publicação no Facebook do Papai Noel Luizão, o voluntário, que há anos se fantasia para andar pelas ruas da cidade distribuindo doces, ia em direção ao bairro Porto Seguro quando as guloseimas acabaram. "A partir deste momento muitas crianças começaram a nos insultar como filha da p@##, e tacando várias pedras", explicou o post. 

Ninguém ficou ferido, porém, o idoso de 82 anos que representa o "bom velhinho" disse ter ficado muito triste com a situação, já que esta não foi a primeira vez que ataques semelhantes aconteceram na mesma região da cidade. Contudo, o grupo natalino ainda tem planos para voltar ao bairro. 

"Pessoal do Porto Seguro, sem ressentimentos, até o dia 25 de Dezembro vamos tentar dar uma passada pela avenida principal, mas dependemos muito das doações de balas para conseguir, e vamos com fé e continuar com esta tradição que alegra tanto a todos de Itatiba", escreveu na página Natal Itatiba - Papai Noel Luizão, usada para divulgar o trabalho voluntário e pedir doações.

Leia também: Acidente com ônibus deixa cinco mortos e 27 feridos no interior de São Paulo

Doações de balas

Imprevistos como o do último fim de semana não foram os únicos a acontecer. Afinal, como o grupo "Natal Itatiba", considerado uma tradição natalina pela população da cidade paulista, depende de doações para entregar as guloseimas, a passagem do " bom velhinho " e seu trenó pelos bairros de Santa Cruz e Jardim Delforno, por exemplo, precisaram ser adiadas pelo motivo de "falta de bala", conforme foi explicado na rede social.

No Facebook, Luizão esclareceu: "Passamos nas ruas principais de cada bairro devido a poucas balas que nós arrecadamos, e dependendo da rua o trenó não sobe, se a rua for de paralelepípedos, ele patina. Nós queríamos muito passar em todas as avenidas, porém a quantidade não é o suficiente para suprir todos os bairros, por isso postamos no facebook pedindo doações de balas".

Leia também: Acumulada, Mega-Sena pode sortear até R$ 33 milhões a algum(a) sortudo(a )

A publicação do Papai Noel reforçou que as doações de balas devem ser feitas na Funerária Órdine, no centro de Itatiba (SP). A reportagem do iG São Paulo tentou falar com a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, mas não recebeu retorno até o fechamento desta matéria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.