Tamanho do texto

Acervo da empresa de logística de medicamentos conta com o número impressionantes duas mil obras de arte, quantidade digna de um museu

Espaço Cultural Alcedino Vilela fica no bairro do Tamboré, em São Paulo
Divulgação/RV Ímola
Espaço Cultural Alcedino Vilela fica no bairro do Tamboré, em São Paulo

Quando falamos de obras de arte no Brasil pensamos em algo muito distante dos milhões de trabalhadores do País. Dentro de museus que pouco esforço fazem para conquistar o interesse do povo ou trancadas nos acervos pessoais de milionários, pinturas e esculturas ficam cada vez mais distantes da rotina dos brasileiros.

No entanto, algumas empresas tentam subverter essa lógica: uma delas é a RV Ímola , operadora logística que conta com um acervo de cerca de 2 mil obras de arte, uma coleção de fazer inveja a muitos museus. Para se ter uma ideia, o Museu de Arte de São Paulo (MASP), um dos maiores e mais conhecidos museus do Brasil, conta com cerca de 8 mil obras no total.

As obras da RV Ímola ficam espalhadas pelas várias sedes da empresa, onde são apreciadas pelos funcionários da empresa. No início de agosto, no entanto, o presidente da empresa e responsável pelo projeto artístico Roberto Vilela optou por inaugurar o  Espaço Cultural Alcedino Vilela, que é aberto para funcionários, mas também receberá visitantes. O espaço, que leva o nome do pai de Roberto Vilela e fica na filial da empresa no bairro do Tamboré, em São Paulo, abriga boa parte do acervo da RV Ímola. Algumas obras, no entanto, permanecem nas sedes da companhia.

Escultura de Bia Doria na exposição
Divulgação/RV Ímola
Escultura de Bia Doria na exposição "Da Terra", que inaugurou o Espaço Cultural Alcedino Vilela

A inauguração, que aconteceu no dia 8 de agosto, contou com a exposição "Da Terra", que reuniu as diferentes facetas de artistas brasileiros. Entre as obras da exposição estão esculturas da primeira dama de São Paulo, a artista plástica Bia Doria.

Paixão pela arte

Segundo a RV Ímola, o investimento em obras de arte tem dois principais motivos: o primeiro é a preocupação com o desenvolvimento cultural dos seus público e, principalmente, de seus funcionários. O segundo motivo é a paixão pessoal de Roberto Vilela pela arte. Ele, que sempre gostou muito de pintar e chegou a ter um ateliê, disse que percebeu não ter muito talento, mas optou por investir em obras de arte, principalmente de artistas brasileiros.

Artistas brasileiros são os principais nomes do acervo da RV Ímola
Divulgação/RV Ímola
Artistas brasileiros são os principais nomes do acervo da RV Ímola

Sobre os funcionários, a empresa diz que as obras de arte são muito queridas entre seus colaboradores, que participam frequentemente de workshops para desenvolver o lado lúdico e criativo. Ainda segundo a RV Ímola, é perceptível o desenvolvimento sensorial dos funcionários pelo contato com as obras de arte.

A RV Ímola

A RV Ímola é um dos principais operadores logísticos para medicamentos e demais produtos de saúde. A empresa atua em todas as fases da cadeia de suprimentos, oferecendo serviços de inteligência, controle de qualidade e gestão.

Como resultado da união de duas empresas conceituadas do mercado  logístico (a RV e a Ímola), em 2012, a companhia passou a ser reconhecida como RV Ímola. As duas empresas somaram experiência de mais de 25 anos, ações, frotas e centros de distribuição para promover operações logísticas ainda mais eficientes. 

 O Espaço está localizado na unidade de Tamboré
Divulgação/RV Ímola
O Espaço está localizado na unidade de Tamboré