Tamanho do texto

Familiares procuravam mulher que desapareceu na zona norte da capital paulista e acabaram errando trilha em mata; Comandos e Operações Especiais, Corpo de Bombeiros e o Helicóptero Águia participaram da ação

Imagine o desespero que é ter um parente desaparecido, conseguiu visualizar a situação? Agora, imagine um cenário ainda pior: sair para procurar um familiar perdido e acabar sem rumo em uma região de mata fechada. Sorte de quem pode contar com os homens do COE (Comandos e Operações) e do Corpo de Bombeiros de São Paulo.

Leia também: Comandos e Operações Especiais - Conheça a tropa de elite da Polícia Militar/SP

Vítimas passaram a noite na mata e foram resgatadas pelo COE e Corpo de Bombeiros
Divulgação/PM
Vítimas passaram a noite na mata e foram resgatadas pelo COE e Corpo de Bombeiros








O   COE é uma unidade da Polícia Militar, que atua em situações de crise cuja complexidade e periculosidade, exigem treinamento, equipamentos e procedimentos diferenciados. É como se pudessemos juntar o Exército, Marinha e Força Aérea. Foram esses bravos homens que conseguiram salvar um grupo de pessoas que estava com um sério risco de vida no último final de semana.

Leia também: Se o problema é sério chame a Polícia Militar. Se é impossível chame o GATE

Perdidos na Trilha Chiqueiro

Na última quinta-feira (6), uma mulher que sofre com crises depressivas saiu de casa sem avisar seus parentes e acabou sumindo sem deixar nenhum rastro. Os familiares preocupados esperaram por sua volta, mas perceberam que isso não iria acontecer e resolveram tomar uma atitude sem a devida ajuda: entraram em uma região de mata onde a mulher teria sido vista por testemunhas. Erro grave!

Desesperados pela falta de notícias da mulher, um grupo de familiares resolveu organizar uma "equipe de buscas" e encarar sozinhos a região de mata conhecida pela população como "Trilha do Chiqueiro". De acordo com os Policiais do COE, a região é tida como um atalho pelas pessoas que moram por ali. "O pessoal da área disse que muita gente vai ali para rezar, entram na mata e saem, isso vai criando várias trilhas. Quando alguém entra ali e não conhece o caminho, acaba se perdendo nessas várias trilhas que encontra,”, disse o Tenente Vinicius do COE.

O resgate

No domingo pela manhã, o COE e os Bombeiros foram acionados para resgatar sete pessoas perdidas. De acordo com o chamado, o grupo havia entrado na “trilha do chiqueiro” na tarde do sábado por volta das 14h e não tinha retornado.

"Só tinhamos a informação que sete homens tinha entrado na mata na manhã de sábado e não tinham retornado. Ali é um região que representa um certo perigo, já que pode ter cobras e também muito escorpião, já que não entrada da trilha tem um lixão.", revelou o Tenente Vinicius.

A partir daí, os Policias e os Bombeiros começaram a fazer o rastreamante da área e com um treinamento específco e o auxílio do Helicóptero Águia não demorou muito para que as vítimas fossem encontradas pelos PMs.  “Quando encontramos as vítimas, elas estavam cansadas e bem debilitadas, já que tinham passado a noite toda no mato. A virada da noite no frio pode ser bem perigosa. Naquela região onde elas se encontravam não tinha sinal de telefone, isso prejudicou ainda mais o contato com eles. Eles estavam bem desorientados e andando sem rumo. Ficaram bem aliviados ao encontrar a nossa equipe.”, disse o Tenente Vinicius. 

O êxito só não foi total porque a mulher ainda segue desaparecida.

COE PM - SP
Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
COE PM - SP


Cuidados na mata

O Tenente Vinicius, do COE, fez um alerta para evitar esse tipo de situação. Segundo ele, o ideal é que se a pessoa não conhece a trilha, ela não entre na mata. Se ela for fazer esse tipo de trilha é melhor estar acompanhado de alguém que conhece a região. O Tenente também aconselha que sempre leve alguma coisa para comer e beber. Ao entrar em uma trilha, tente sempre marcar o caminho para o caso de ficar perdido, mas se não conseguir voltar tente procurar uma clareira onde fica mais fácil a visualização pelo helicóptero.

Leia também: Um dia na vida de um Policial de ROTA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.