Tamanho do texto

Operação de policiais do I e II Pelotão da PM encontrou crack, cocaína, maconha e lança perfume em barraco na comunidade do Belém, em SP

Polícia Militar apreende cocaína, crack, maconha, lança perfume e dinheiro na zona leste de SP
Divulgação/Polícia Militar
Polícia Militar apreende cocaína, crack, maconha, lança perfume e dinheiro na zona leste de SP

Ninguém tem dúvidas de que a frase “o cão é o melhor amigo do homem” é totalmente verdadeira. Mas, os traficantes de drogas de São Paulo podem não concordar com isso, já que são alvo dos espertos heróis de quatro patas do Canil da Polícia Militar.

Leia também: Conheça o incrível trabalho do Canil do Batalhão de Choque da Polícia Militar

A prova disso? Neste sábado (15), durante uma operação de combate ao tráfico de drogas do I e II Pelotão da Polícia Militar , na zona leste de São Paulo, o cão Aruk, da raça pastor holandês, conduzido pelo Soldado Eduardo, mostrou para que foi treinado: descobriu e apontou um barraco onde havia uma grande drogas e dinheiro.

Na área de patrulhamento do 51º BPMM, na comunidade do Belém, os policiais militares apreenderam 286 pinos de cocaína (505 gramas), 182 pedras de crack (65 gramas), 546 embalagens contendo maconha (755 gramas), 151 frascos contendo lança perfume e R$ 210 reais em espécie. Ocorrência em andamento pelo 31º DP.

A casa na rua Nelson Cruz, no Belenzinho, era usada como esconderijo e estoque de diversos tipos de drogas
Divulgação/Polícia Militar
A casa na rua Nelson Cruz, no Belenzinho, era usada como esconderijo e estoque de diversos tipos de drogas

“Nós fazemos combate ao tráfico na região, na zona leste. Ou seja, patrulhamos o local, mas não sabíamos onde a droga estava escondida, até agora. Mas, na manhã de hoje, entramos na comunidade a pé, com uma equipe de 11 policiais e três cães, e conseguimos encontrar o imóvel”, conta o Tenente Codelo.

Leia também: Comandos e Operações Especiais - Entenda a tropa de elite da Polícia Militar/SP

“Quando subimos na comunidade, fomos nos aproximando do local e vimos a ‘molecada’ correr. Então, o cão Aruk indicou o barraco. Quando entramos, vimos que era uma casa abandonada. Não tinha nada, apenas cadeiras e uma mesa e, em cima dela, encontramos sacolas, onde estavam os entorpecentes”, relata o Tenente.

O Cão Aruk, da raça Pastor Holandês, e seu condutor, Soldado Eduardo
Divulgação/Polícia Militar
O Cão Aruk, da raça Pastor Holandês, e seu condutor, Soldado Eduardo

A casa, situada na rua Nelson Cruz, no bairro Belenzinho, era usada como esconderijo e estoque de diversos tipos de drogas. Não mais, graças à operação bem-sucedida realizada pelos policiais militares e seus cães treinados.

Leia também: Polícia Militar de SP troca comando. Veja entrevista com novo homem forte da PM

Segundo o tenente da Polícia Militar contou ao iG , a operação aconteceu durante cerca de duas horas, tendo início às 10h da manhã deste sábado e terminando por volta do meio-dia. O cão Aruk encontrou o barraco em torno das 11h30. Palmas para ele e para os bravos policiais!