Desde que assumiu mandato, Doria declarou guerra contra pichação; grafites em muro na 23 de Maio foram apagados
Rovena Rosa/Agência Brasil - 26.1.2017
Desde que assumiu mandato, Doria declarou guerra contra pichação; grafites em muro na 23 de Maio foram apagados

A pessoa que for autuada fazendo pichação em imóveis na cidade de São Paulo – e não quiser pagar uma multa de até R$ 10 mil – terá três dias (72 horas) para recuperar a paisagem urbana danificada. O prazo passa a valer assim que um termo de compromisso for assinado. Segundo a prefeitura, a determinação é do vice-prefeito e secretário de prefeituras regionais Bruno Covas, que coordena o Programa de Combate a Pichações.

Leia também: Governo de São Paulo inicia obra de desassoreamento no Rio Tietê

A lei Cidade Linda prevê multa de R$ 5 mil para o autor da pichação , valor que pode chegar até R$ 10 mil se o ato for contra o patrimônio público ou bem tombado. Em caso de reincidência, a multa aplicada será em dobro.

Anteriormente, a legislação previa que, até a data de vencimento do pagamento da multa, o infrator poderia firmar um Termo de Compromisso de Reparação da Paisagem Urbana. Mas, por determinação do vice-prefeito, o prazo acabou sendo reduzido para apenas 72 horas, sem relação com o vencimento da multa.

Leia também: Prefeitura avalia área incendiada em Paraisópolis; moradores querem voltar

Você viu?

Pela lei, para que um pichador não seja multado, ele deverá reparar o bem danificado ou prestar serviço em outra atividade de zeladoria urbana. Também poderá aderir a um programa educativo para incentivar o desenvolvimento da prática de grafite.

Estudante é detida

Uma estudante de direito, de 26 anos foi a primeira pessoa a ser multada com base na Lei Cidade Linda,  aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito João Doria no mês passado. Ela foi detida em flagrante na madrugada de sábado (4) quando pichava o muro de um estacionamento na rua Santo Antonio, no centro da capital. Além da multa, de caráter administrativo, a estudante vai responder criminalmente por ato de vandalismo.

Leia também: Doria sanciona lei que estabelece multa para quem pichar imóveis em São Paulo

De acordo com a prefeitura, entre janeiro e fevereiro deste ano, 70 pessoas foram detidas em flagrante pela Guarda Civil Metropolitana por pichação. Todas elas foram alvos de ações civis públicas movidas pela prefeitura, que pretende cobrar judicialmente o ressarcimento dos danos. Ao término da ação, informou a prefeitura, estes pichadores poderão ser multados.

* Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários