Tamanho do texto

Detenta, que foi condenada a 39 anos de prisão por ter matado os pais, foi aprovada no curso de Administração em uma instituição privada de Taubaté

Suzane von Richtofen estava na lista de aprovados para o curso de Administração na Dehoniana, mas perdeu o prazo
Reprodução
Suzane von Richtofen estava na lista de aprovados para o curso de Administração na Dehoniana, mas perdeu o prazo

Suzane von Richtofen, que foi condenada a 39 anos de prisão por ter matado os pais em 2006, perdeu o prazo de inscrição para a matrícula em uma faculdade católica privada de Taubaté, no interior de São Paulo.

A detenta havia sido pré-selecionada para a vaga no último dia 13 . Suzane von Richtofen teria conseguido um empréstimo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o curso de Administração de Empresas no período noturno, na Faculdade Dehoniana.

No entanto, ela tinha até o as 23h59 da última segunda-feira (20) para dar continuidade ao processo de inscrição, o que ela não fez.

Com isso, a detenta perdeu o prazo e sua vaga será disponibilizada para outro candidato, que estava aprovado em lista de espera. 

Atualmente, Suzane cumpre pena em regime semiaberto em um presídio na cidade vizinha de Tremembé. Antes de começar a estudar, a detenta precisaria de autorização da Vara de Execuções Criminais para sair da prisão no horário das aulas.

LEIA MAIS: Namorado de Suzane von Richthofen diz que casal planeja ter filhos

Não é possível descobrir se esse pedido chegou a ser feito por Suzane, pois processos como esse correm em segredo de Justiça.

A mensalidade do curso escolhido por ela, segundo a instituição, era de R$ 596 — que poderia ser financiado em sua totalidade pelo governo. 

Essa não foi a primeira vez que a detenta tenta começar uma faculdade após ser presa. Em abril do ano passado, ela conseguiu autorização da Justiça para frenquentar outro curso de Administração, mas não chegou a cursar.

Repercussão

A aprovação de Suzane em uma faculdade pelo Fies foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais no dia da liberação da lista de aprovados no programa. No Twitter, o nome da detenta apareceu nos Trending Topics (TTs) como um dos termos mais utilizados pelos perfis brasileiros. 

Entre comentários surpreendidos e revoltados, algumas mensagens se destacaram na rede social. "Até Suzane Richtofen pensando no futuro dela e você aí, se preocupando com a vida dos outros", escreveu uma internauta.

"Suzane Richtofen na faculdade. Espero que ela não mate nada além de aula", escreveu outro. "Não entendi qual o problema da Suzane fazer faculdade com Fies. Por acaso a pena dela impede isso?", perguntou outra internauta. 

LEIA MAIS: Suzane von Richthofen é autorizada a deixar prisão em saída temporária

Em sua situação atual, Suzane von Richtofen tem o direito de trabalhar, estudar e de ter cinco saídas temporárias no ano.

    Leia tudo sobre: fies
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.