Tamanho do texto

Secretaria de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte informou que já fechou as saídas, mas que não é possível afirmar se houve fuga de detentos

Em Alcaçuz (RN), barreira de contêineres irá separar os presos; ministério anunciou verba para novos presídios
Sumaia Villela/Agência Brasil - 21.1.2017
Em Alcaçuz (RN), barreira de contêineres irá separar os presos; ministério anunciou verba para novos presídios

Três túneis foram encontrados pelas forças de segurança que operam na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, entre o domingo (22) e esta segunda-feira (23). Contudo, segundo a equipe do presídio, as três saídas já foram fechadas até a manhã desta segunda. Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), não há registro oficial de fugas, mas, como os presos estão livres no interior da unidade, só é possível ter a certeza com a recontagem da população carcerária.

Presos de Alcaçuz aparecem em vídeo fazendo "churrasco com corpos de rivais"

Os túneis de Alcaçuz foram encontrados por agentes penitenciários e pela Força Nacional e Polícia Militar (PM) em uma ronda externa. De acordo com a assessoria de comunicação da Sejuc, todos estavam tampados com terra pelo lado de fora. Com a chuva de domingo na região, o solo cedeu e exibiu os buracos.

Dois deles partiam da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, controlado pelo Sindicato do Crime do RN, e foram fechados ainda no domingo. O terceiro túnel saía da área administrativa do Presídio Rogério Coutinho Madruga, chamado de Pavilhão 5, já que também fica em Alcaçuz. É o lado em que o Primeiro Comando da Capital (PCC) exerce o controle.

Em operação na prisão de Alcaçuz, peritos acham mais crânios e pedaços de corpos

A Sejuc alega que não há vestígios de que os túneis tenham sido usados. Porém, como a contagem de presos não é possível porque os detentos estão livres dentro do presídio, não se pode dizer com certeza que a fuga não ocorreu.

Muro entre facções

A Sejuc informou ainda que a segunda fileira de contêineres do muro que separa as duas facções não foi instalada no sábado (21), como divulgado pelo comando da Polícia Militar (PM), porque a máquina que iça os blocos quebrou. A previsão é que a operação seja finalizada assim que o equipamento for consertado.

A assessoria de comunicação informou também que os módulos de concreto armado que formarão o muro definitivo já estão sendo construídos. Ainda não há previsão para o início dessa instalação.

Em 8 anos, governo só investiu 22,8% do que arrecadou para o Fundo Penitenciário

Reparos

Nesta segunda-feira, no telhado do presídio, era possível acompanhar a movimentação de presos fazendo reparos e recolocando telhas para recobrir um dos pavilhões da Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

* Com informações da Agência Brasil