Tamanho do texto

Em evento ocorrido nesta semana, o prefeito de São Paulo e sua comitiva fecharam acordo com SEAC-SP para distribuição de vagas de trabalho

Bruno Covas, Rui Monteiro, João Doria Jr. e Carlos Guimarães em evento no SEAC-SP
Divulgação/SEAC-SP
Bruno Covas, Rui Monteiro, João Doria Jr. e Carlos Guimarães em evento no SEAC-SP

O prefeito da cidade de São Paulo João Doria Jr. participou de um jantar na sede do SEAC-SP (Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação no Estado de São Paulo) na última segunda-feira (16) a convite do presidente do sindicato, Rui Monteiro, de seu vice-presidente, Carlos Guimarães, e dos associados.

Em menos de 2 semanas, Doria mudou o jeito de governar São Paulo. Para melhor

No evento, Doria selou uma parceria com o SEAC-SP em que prevê a abertura de vagas de trabalho em empresas associadas para moradores de rua da cidade, além do auxílio na logística da distribuição destas vagas. Além do prefeito, fizeram parte da comitiva o vice-prefeito Bruno Covas e seis secretários da equipe de Governo: de Negócios Jurídicos, Anderson Pomini; de Assuntos Internacionais, Julio Serson; de Saúde, Wilson Pollara; de Comunicação, Fábio Santos; de Trabalho e Empreendedorismo, Eliseu Gabriel; e de Desenvolvimento Social, Soninha Francine.

Segundo foi divulgado, ficará a cargo da Prefeitura de São Paulo a apresentação da documentação necessária para que as pessoas em situação de rua possam ser empregadas.

Segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) de São Paulo, existem aproximadamente 20 mil moradores de rua na capital paulista, um número preocupante já que chega a ser 50% maior que do que era há 15 anos.

Já durante o jantar, 550 vagas foram abertas oficialmente, incluindo um curso de capacitação mantido pela entidade – que já formou mais de 33 mil trabalhadores para o mercado de trabalho na área de Asseio e Conservação.

Sobre o SEAC-SP

O Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação no Estado de São Paulo – núcleo de representatividade do setor fundado em 1959 por dez empresas, ainda como associação, e transformado em entidade sindical no ano seguinte – representa, atualmente, mais de duas mil empresas de uma atividade que está entre as mais atuantes no campo da terceirização em todo o Brasil.

Sediado na Avenida República do Líbano, zona sul de São Paulo, o SEAC-SP esteve à frente, em toda sua existência, de grandes batalhas e conquistas judiciais na defesa dos interesses das empresas do setor, que também têm à sua disposição diversos serviços oferecidos pela entidade. Entre eles a assistência jurídica trabalhista, consultorias preventivas, representações na Justiça do Trabalho, acompanhamento e fiscalização das licitações, além de palestras e cursos de qualificação para técnicos de limpeza, empresários e colaboradores das áreas administrativas das prestadoras de serviços.

O SEAC-SP reconhece a necessidade cada vez maior de profissionalização das empresas para o reconhecimento de suas atividades na vanguarda das modernas ferramentas de gestão e otimização de recursos humanos, sob a chancela dos mais avançados conceitos de eficiência e qualidade na prestação de serviços e da geração de postos de trabalho.

Conheça João Doria, o prefeito 'não político' de São Paulo

O acordo entre a entidade e a Prefeitura de São Paulo visa auxiliar moradores de rua na inserção do mercado de trabalho.