Tamanho do texto

Incêndio no Complexo Industrial de Cubatão foi controlado pelos bombeiros e estava em fase de rescaldo; o fogo começou perto das 15h, com explosão

Explosão atingiu galpão da Vale Fertilizante, no Polo Industrial de Cubatão; rodovia teve de ser interditada
Reprodução/Twitter
Explosão atingiu galpão da Vale Fertilizante, no Polo Industrial de Cubatão; rodovia teve de ser interditada


Foi controlado pelos bombeiros, por volta das 21h, o incêndio que atingia uma das unidades da Vale Fertilizantes, no Complexo Industrial de Cubatão, no litoral de São Paulo. O incêndio estava em fase de rescaldo. Por volta das 15h o fogo começou, com a explosão em uma correia transportadora que alimenta o armazém da unidade de nitrato de amônio.

LEIA TAMBÉM: Explosão atinge galpão da Vale Fertilizantes no Polo Industrial de Cubatão

O prédio teve evacuação imediata e ninguém ficou ferido. Segundo a empresa, não se tem previsão para a volta dos funcionários às atividades. Perto das 16h30, os bombeiros informaram que um dos tanques da empresa explodiu, o que provocou um grande vazamento de nitrato de amônia. Um dos bombeiros de Cubatão  precisou ser levado ao Pronto-Socorro por inalação de fumaça, mas foi descontaminado e não teve ferimentos, de acordo com a corporação.

O acesso à Avenida Engenheiro Plínio de Queiroz, que leva à margem esquerda do Porto de Santos, para o motorista que segue na Rodovia Cônego Domênico Rangoni chegou a ser bloqueado em função do incêndio, mas o acesso já foi liberado após o incêndio ser controlado.

LEIA TAMBÉM:  Incêndio atinge comunidade em Santo André, no ABC Paulista

Aquecimento

Em entrevista à Rádio Nacional, o Sindicato dos Químicos da Baixada Santista afirmou que um funcionário teria avisado a empresa sobre um aquecimento anormal na correia transportadora que sofreu uma explosão e causou o incêndio na tarde desta quinta-feira (5).

“Pelos informes que temos preliminares, ela [correia] estava com aquecimento. Se ela estava com aquecimento, até por ser uma esteira que transporta um produto inflamável [nitrato de amônia], um produto que serve de base para explosivos, deveria ter sido parado o sistema e feito o reparo”, informou Marco Antônio do Vale, coordenador da área de Segurança, Saúde e Meio Ambiente do Sindicato dos Químicos da Baixada Santista.

LEIA TAMBÉM: Incêndio de grandes proporções atinge empresa em Guarulhos

Por sua vez, a Vale Fertilizantes, em Cubatão, disse que a informação do sindicato não procede e que a empresa não tinha recebido tal alerta. De acordo com a empresa, o controle das operações é rígido e, diante de qualquer risco, as atividades são paralisadas.

*Com informações da Agência Brasil