Asra Abdullah Alsehli, de 24 anos, e sua irmã Amaal Abdullah Alsehli, de 23
Divulgação / NSW Police
Asra Abdullah Alsehli, de 24 anos, e sua irmã Amaal Abdullah Alsehli, de 23

A polícia australiana identificou nesta quarta-feira os corpos encontrados em um apartamento na cidade de Sidney, em 7 de junho. As vítimas são as irmãs sauditas Asra Abdullah Alsehli, de 24 anos, e Amaal Abdullah Alsehli, de 23. As autoridades locais investigam a causa das mortes, que ocorreram em circunstâncias "incomuns".

O caso é investigado como possível homicídio. As irmãs foram encontradas em suas camas e não tinham sinais físicos de ferimentos. A polícia informou que as duas podem ter morrido mais de um mês antes dos corpos serem encontrados.
"Apesar de extensas investigações, os detetives não conseguiram determinar como as mulheres morreram; no entanto, acredita-se que as mulheres estavam mortas há algum tempo antes de serem localizadas", informou a polícia, em comunicado à imprensa.

As irmãs chegaram à Austrália vindas da Arábia Saudita em 2017. Em nota enviada à rede de televisão americana CNN, a polícia disse que "as circunstâncias das mortes são incomuns porque as vítimas não tinham sinais de ferimentos".

Para solucionar o caso, a polícia está pedindo ajuda ao público. A inspetora da polícia Claudia Allcroft afirma, no comunicado à imprensa, que "os investigadores estão interessados em falar com qualquer pessoa que possa ter visto ou que possa ter informações sobre os movimentos das mulheres nos dias e semanas anteriores à sua morte".

Por meio do Twitter, o consulado saudita em Sydney disse que mantém contato com as autoridades australianas sobre o caso. "O Consulado também expressa suas sinceras condolências à família do falecido", diz o texto.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários