Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres
Valter Campanato/Agência Brasil - 20/12/2021
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres

Anderson Torres, ministro da Justiça e Segurança Pública, alega que não tratou de operações da Polícia Federal com Bolsonaro (PL) em viagem aos EUA. “Diante de tanta especulação sobre minha viagem com o presidente Bolsonaro para os EUA, asseguro categoricamente que, em momento algum, tratamos de operações da PF. Absolutamente nada disso foi pauta de qualquer conversa nossa, na referida viagem”, disse Torres no Twitter.

Ambos estavam juntos quando Milton Ribeiro , ex-ministro da Educação, disse à sua filha que Bolsonaro havia “pressentido” que ele poderia ser alvo da PF, que é subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública , chefiado atualmente por Torres. Foi exatamente esse evento que levou o MPF a alegar que Bolsonaro estaria tentando interferir no caso.

No diálogo com sua filha, Ribeiro disse que havia conversado com Bolsonaro naquele dia. “Hoje o presidente me ligou. Ele tá com pressentimento novamente de que eles podem querer atingi-lo através de mim”, afirmou o ex-ministro, de acordo com as apurações policiais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários