SPTrans prepara ações de combate ao racismo durante o mês de novembro
Reprodução Governo de SP
SPTrans prepara ações de combate ao racismo durante o mês de novembro

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana (SETRAM) e da SPTrans, participa com várias ações de conscientização e de combate ao racismo no Mês da Consciência Negra, além de atuar ativamente durante todo o ano com medidas e procedimentos de combate à discriminação no transporte público por ônibus.

Entre outras ações, a SPTrans está divulgando a 1ª Expo Internacional Dia da Consciência Negra de São Paulo - o protagonismo da população negra na história da humanidade, nas ciências e inovação -, realizada pela Secretaria Municipal de Relações Internacionais, de 20 a 22 de novembro, no Pavilhão 10 do Anhembi, com 92 ônibus do sistema de transporte municipal.

Os ônibus circulam por todas as regiões da cidade até o dia 23 de novembro com adesivos no vidro traseiro divulgando a Expo Consciência Negra. Participam da iniciativa as empresas operadoras do sistema A2, Ambiental, Alfa Rodobus, Campo Limpo, Gato Preto, Grajaú, KBPX, MobiBrasil, Movebus Sambaíba, Santa Brígida, Transcap e Transpass.

Além disso, durante todo o período da feira, a SPTrans participa com a comunicação visual dentro do stand da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, divulgando a próxima edição do Jornal do Ônibus, que tem o combate ao racismo como tema.

A Expo deve atrair um público de cerca de 5 mil pessoas por dia, vai oferecer toda segurança sanitária e terá conferências com nomes de referência nacional e internacional. O evento também buscará formas de educar, sensibilizar e engajar a todos nesta causa, com uma experiência sensorial que inclui elementos lúdicos e educativos para recontar a história desde o início da humanidade, nas ciências e inovações tecnológicas.
A ação faz parte do programa "São Paulo, Farol de Combate ao Racismo Estrutural", que busca dar visibilidade à importância da luta antirracista junto à sociedade.

A SPTrans também terá duas edições especiais do Jornal do Ônibus, ambas com a frase “Racismo é crime: ligue 156 e denuncie”: uma edição, que estará nos ônibus entre os dias 15 e 22 de novembro, para divulgar a Expo; e a outra, entre 23 de novembro e 15 de dezembro, foi desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e também vai destacar a frase “Racismo é crime”. Essa mensagem também é veiculada no sistema de som dos terminais e, também, em 150 cartazes afixados nos quadros de avisos dos terminais entre 4 e 30 de novembro.

No Terminal Mercado, uma exposição fotográfica realizada pela Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial vai homenagear funcionários públicos negros de São Paulo e também apresentar sua representatividade na sociedade e o fortalecimento cultural da população negra.

Treinamento de motoristas e cobradores

Nesta quinta-feira, 18, a SPTrans fez uma ação de sensibilização com os RH’s das empresas operadoras de ônibus, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, para que repliquem as práticas de combate ao racismo durante os treinamentos dos operadores.

Também nesse sentido, no domingo, 21, e na segunda, 22, a SPTrans vai levar 35 motoristas por dia, de todas as empresas, para uma visita à 1ª Expo Internacional Dia da Consciência Negra de São Paulo - o protagonismo da população negra na história da humanidade, nas ciências e inovação.

Além dessas ações em novembro, a SPTrans está permanentemente em busca de reduzir o número de casos de racismo e de conscientizar os operadores. Em parceria com a SMDHC desenvolve a capacitação dos multiplicadores dos RH’s das empresas operadoras visando subsidiar as ações de desenvolvimento para os operadores (motoristas, cobradores e fiscais).

O contrato celebrado com as empresas operadoras prevê conteúdos, carga horária e periodicidade de treinamento para motoristas e cobradores. Além disso, desde 2017 o Programa Viagem Segura realiza acompanhamento mais próximo aos RH’s das empresas para intensificar a formação dos instrutores das empresas e verificar o cumprimento dos treinamentos.

Os operadores são treinados diretamente pelos RH’s das empresas operadoras seguindo as diretrizes do que é determinado pela SPTrans.

Parceria com Banco Mundial

A SPTrans também tem uma parceria com o Banco Mundial, por meio do Smart Mobility Program, do Governo do Reino Unido, que engloba uma série de projetos. Dentre eles, um exclusivamente relacionado a ações de Gênero e Raça na mobilidade.

O projeto busca contribuir para conscientização, capacitação e aprimoramento do setor de transporte da Região Metropolitana de São Paulo de modo a reduzir as desigualdades de gênero e raça na mobilidade urbana; assim como capacitar as equipes administrativas, de planejamento, de projetos e operação quanto à perspectiva interseccional entre gênero e raça.

Este projeto conta com a consultoria do ITDP (Institute for Transportation and Development Policy) e do CEERT (Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades), referências na construção de políticas públicas de mobilidade e pelo fim das desigualdades

Serviço
1ª Expo Internacional da Consciência Negra
Dias: 20 e 21 (público); 22 (exclusivo para visitações escolares).
Endereço: Pavilhão 10 do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana Zona Norte)
Gratuito

Exposição Fotográfica Alusiva ao Funcionalismo Público Negro de São Paulo
Dias: 20, 21 e 22
Local: Terminal Mercado, ao lado das bilheterias
Gratuito

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários