Cetesb monitora a qualidade das praias no litoral de São Paulo
Governo do Estado de SP
Cetesb monitora a qualidade das praias no litoral de São Paulo

O monitoramento feito pela Cetesb na última semana mostrou que 40 praias do litoral paulista estão classificadas como impróprias para banho na véspera do feriado de 7 de Setembro . Os dados foram divulgados no Boletim de Balneabilidade das Praias Paulistas.

Apenas Bertioga, Praia Grande, Peruíbe, Iguape e Ilha Comprida foram classificadas como 'próprias' ou 'sistematicamente boas' entre todas as cidades do litoral.

Veja lista das praias em condições não-ideais :

- Santos: Aparecida, Embaré, Boqueirão, Gonzaga e José Menino;

- São Vicente: Milionários, Gonzaguinha e Prainha;

- Guarujá: Perequê e Astúrias;

- Caraguatatuba: Tabatinga (próx. Rio Tabatinga), Centro, Indaiá, Palmeiras e Porto Novo;

Você viu?

- São Sebastião: Porto Grande, Preta do Norte e Boracéia;

- Ilhabela: Veloso, Julião, Ilha das Cabras, Itaguaçu, Itaquanduba, Barreiros Norte e Saco da Capela;

- Ubatuba: Itaguá e Rio Itamambuca;

- Mongaguá: Vl. São Paulo - Itapoã, Central, Vera Cruz, Santa Eugênia, Itaóca e Agenor de Campos;

- Itanhaém: Campos Elíseos, Centro, Sonho, Estância; Balneária, Bal. Jardim Regina e Bal. das Gaivotas.

Para ser considerada imprópria, uma praia deve apresentar quantidade excessiva de bactérias fecais, algas, derrames acidentais de produtos tóxicos próximos às praias ou surtos de doenças que possam ser transmitidas pela água.

A classificação é feita considerando os resultados das medições das últimas cinco semanas - se mais de 80% deles estiverem abaixo do limite estabelecido por uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que rege a situação, ela é considerada adequada. Segundo a Cetesb, a causa mais comum para os índices de reprovação é resultado do descarte do esgoto no litoral.

Segundo a Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, que dá acesso a grande parte das praias do Estado, a expectativa é de que mais de 410 mil veículos acessem a região.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários