Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

O presidente Jair Bolsonaro foi acusado de racismo pelo Movimento Negro Unificado. O grupo afirmou que entrará com uma queixa-crime no Supremo tribunal Federal (STF) para que ele se explique pelo comentário feito à apoiadores sobre o cabelo de um dos presentes. 

Bolsonaro perguntou como estava a "criação de baratas " ao apontar para o cabelo do apoiador. Ele sugeriu ainda que o homem tomasse ivermectina, para acabar com possíveis vermes. 

Hédio Silva Junior, afirmou ao UOL News que é "inegável" o crime de racismo. "O presidente associou o corpo negro a insetos. talvez o termo barata não seja apropriado para o apoiador, e sim para outras autoridades da república", disse. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários