Covas
André Bueno/Câmara Municipal de São Paulo
Covas

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que morreu vítima de câncer neste domingo , será sepultado no Cemitério do Paquetá, em Santos, no litoral de São Paulo. O local é o mesmo que seu avô, Mário Covas, foi enterrado há 20 anos após morrer por conta da doença. 

O funeral, por sua vez, será realizado a partir das 13h e será reservado para 20 pessoas. O corpo do prefeito será levado do Hospital Sírio Libanês para o Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, onde haverá no hall monumental do terceiro andar uma breve homenagem.

A entrada será absolutamente restrita aos convidados da família, para não gerar em hipótese alguma aglomeração, por conta das restrições sanitárias impostas pela pandemia. 

Após a cerimônia, haverá um cortejo fúnebre para Santos. O percurso já foi definido e passará pelo Edifício Matarazzo, Viaduto do Chá, Pça Ramos de Azevedo, R. Conselheiro Crispiniano, Largo Paissandu, Av. S. João, Av. Ipiranga, R. da Consolação, Túnel José Roberto Fanganiello Melhem, Av. Paulista e Praça Oswaldo Cruz.

Por fim, será sepultado na cidade de Santos, terra natal do prefeito, em cerimônia também restrita à família.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários