Bruno Covas
Instagram/Reprodução
Bruno Covas

O Hospital Sírio-Libanês, localizado no centro da capital paulista, recebeu um ato ecumênico pela saúde de Bruno Covas, prefeito licenciado de São Paulo. Segundo o boletim médico divulgado na última sexta-feira (14), o quadro do político é irreversível.

Na noite desse sábado, representantes de diversas religiões participaram do encontro, que durou cerca de 30 minutos.

Covas está internado no Hospital desde o dia 2 de maio para tratamento do câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado. Ele havia acabado de iniciar uma nova etapa de tratamento, com a combinação de imunoterapia e terapia-alvo. Ele também passou por sessões de radioterapia para ajudar a conter um sangramento na cárdia detectado em um exame.

Também no sábado, o presidente municipal do PSDB em São Paulo, Fernando Alfredo, visitou Covas. Na saída do hospital, bastante emocionado, disse que o prefeito licenciado é a "maior referência" do partido.

"Um exemplo de vida, igual o avô, a nossa maior referência no PSDB. Quem perde não é o PSDB, quem perde é o país. Sem sombra de dúvidas, o Bruno seria governador e seria presidente desse país. Ele era a nossa esperança, a esperança da nossa geração", disse Fernando Alfredo.

Com o afastamento de Covas do cargo, o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assumiu a Prefeitura de São Paulo no último dia 4, por 30 dias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários