Aposentado Lourenço Pereira morreu após tratamento com hidroxicloroquina inalável
Reprodução/Arquivo pessoal
Aposentado Lourenço Pereira morreu após tratamento com hidroxicloroquina inalável

O Ministério Públic o (MP) do Rio Grande do Sul está investigando um médico que indicou hidroxicloroquina inalável ao aposentado Lourenço Pereira, de 69 anos. Ele estava em tratamento contra a Covid-19  e acabou morrendo.

A unidade hospitalar, que fica no noroeste do estado, também será investigada, já que o uso da substância não tem comprovação cientifica no combate ao novo coronavírus.

A denúncia foi feita pela família do aposentado, que foi internado em 19 de março no Hospital de Caridade de Alecrim, localizado a 540 km de Porto Alegre. Ainda de acordo com os familiares, o uso da hidroxicloroquina inalável só foi informado dois dias depois, quando ele morreu (dia 23).


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários