Ex-presidente Lula
Ricardo Stuckert
Ex-presidente Lula

A ação penal em que o ex-presidente Lula é acusado de receber R$ 12 milhões em propinas da construtora Odebrecht corre risco de cair em prescrição por envolver três réus com mais de 70 anos. 

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), travou em 2017 o processo aberto em 2014, que acusa lavagem de dinheiro. O terreno envolvido no processo é sede do Instituto Lula.

O ministro do Supremo solicitou que a Vara Federal de Curitiba compartilhe os documentos relacionados ao acordo de leniência em sua integralidade, estimado em R$ 3,8 bilhões. O acordo foi firmado entre a Odebrecht , com participação de autoridades americanas e suíças. 

Em 2017, os advogados do ex-presidente Lula solicitaram toda a documentação envolvendo o processo da Lava Jato para análise. Segundo a defesa do ex-presidente, o juiz federal Luiz Antonio Bonat e os procuradores da Lava Jato estariam escondendo os documentos. O juízo de Curitiba retrucou, afirmando que a insistência para compartilhar o material tem o objetivo de postergar o trâmite. 

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários