Mourão
Divulgação
Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão garantiu que gostaria de concorrer, novamente, numa chapa Bolsonaro -Mourão em 2022.

"Estou trabalhando pra isso. Venho apoiando todas as iniciativas do presidente, venho procurando facilitar o caminho dele, sendo leal para todas as coisas que ele necessita. Se ele desejar minha companhia para 2022, marcharemos de passo certo", afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Para Mourão, seguir no governo seria uma forma de prolongar a tarefa de "assentar as bases para um futuro melhor". "Se a gente conseguir terminar todas as reformas que têm de ser feitas de forma que a gente livre o País de toda essa carga que tem de ser retirada, de excesso de tributação, de questão administrativa, que custam muito à Nação. A gente conseguindo fazer tudo isso, deixaria o País num rumo com políticas de Estado bem traçadas", apontou.

Mourão, porém, deixou a decisão na mão de Bolsonaro. "Não vou sair chorando, de beicinho. Não é assim que funciona. Se ele quiser escolher (outra pessoa), é Brasil. Vamos em frente."

Por fim, o vice-presidente falou sobre o ex-assessor da família Bolsonaro Fabrício Queiroz, suspeito de participar de esquemas de "rachadinha" no Rio de Janeiro.

"Este assunto está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e temos de aguardar o processo. Porque tudo o que temos recebido até agora são vazamentos, já que é um processo que corre em segredo de Justiça. Temos vazamentos pra todo lado", concluiu.

    Veja Também

      Mostrar mais