aulas arrow-options
Foto: Marcello Casal JR/ABr
O secretário também afirmou que os protocolos de distanciamento serão adaptados a cada nível da educação

O secretário de Educação Rossieli Soares anunciou que a retomada gradual das aulas no estado será baseada nas experiências de outros países, com medidas como a já anunciada aula remota. "Quando ocorrer o retorno, também será gradual", afirmou o secretário, que também disse que aulas presenciais devem voltar a acontecer em julho. 

O sistema de ensino terá os mesmos protocolos anunciados previamente para o Plano São Paulo.  "Nós vamos começar certamente pela educação infantil. Sempre observando para regiões específcias, autorizadas pela Secretaria de Saúde e plo Comitê de Contingência", reforçou. O atendimento será restrito às mães trabalhadoras em um primeiro momento.

O governo de São Paulo também analisa a possibilidade de estabelecer uma espécie de "rodízio de estudantes" , a partir de julho, em retomada gradual das aulas da rede pública.

Já para os ensinos fundamental, médio e superior, o Soares anunciou que estuda a volta em rodízio de estudantes, para o mês de julho, também para regiões específicas e gradualmente.

"Uma parte irá em um dia e outra parte em outro, respeitando o rodízio e o distanciamento de mesas e materiais de higiene", explicou. O secretário reforçou ainda que as aulas online começarão no próximo dia 27.

    Veja Também

      Mostrar mais