Jair Bolsonaro (sem partido)
Foto: Marcos Corrêa/PR
Jair Bolsonaro (sem partido)

Carreatas promovidas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro , neste sábado (18), foram registradas em alguns pontos do Rio de Janeiro, como os bairros de Copacabana, Flamengo e Iacarí, em Niterói.

O movimento contraria a quarentena estadual e municipal, além das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).



Nas redes sociais, há registros que os movimentos também acontecem em Porto Alegre (RS), em alguns municípios de São Paulo, como Ribeirão Preto.

Alguns apoiadores compartilharam críticas aos governadores devido às políticas de isolamento social e até mesmo à construção de hospitais de campanha pelas redes.

A Justiça do Rio já havia proibido, no fim de março, a realização de carreatas pelo estado, com previsão de multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Na ocasião, a juíza Lívia Bechara de Castro aceitou um pedido do Ministério Público do Rio para suspender o movimento, por considerar que as carreatas afrontariam decretos estaduais e municipais destinados a assegurar o distanciamento social e a redução do fluxo de pessoas pela cidade, de forma a reduzir a velocidade de contágio do novo coronavírus.

O MP do Rio voltou a se manifestar nesta semana pedindo que a Justiça suspenda novas carreatas programadas para o fim de semana, em municípios como Niterói.

Os organizadores do movimento pedem a reabertura do comércio e o fim do isolamento social daqueles que podem ficar em casa, contrariando orientações da OMS, que tem reforçado a importância do distanciamento no combate ao Covid-19 para evitar a saturação da rede hospitalar dos países.

    Veja Também

      Mostrar mais