arrow-options
Foto: Divulgação
"Nas oficinas de costura mais pobres, não há rádio ou televisão ligados para passar o mínimo de instrução sobre a doença", diz representante do Cami

Dois trabalhadores bolivianos que eram funcionários em oficinas de costura morreram em virtude da Covid-19, entre a terça-feira (7) e esta quarta-feira (8), em Guarulhos (SP) e na capital paulista.

"Eles se sentiram mal. Por falta de informação, chegaram tarde ao hospital, quando não havia muito mais o que fazer. Entubaram, mas não resistiram", lamentou Roque Pattussi, coordenador do Centro de Apoio e Pastoral do Migrante (Cami), em entrevista ao Uol.

Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de Covid-19

"Nas oficinas de costura mais pobres, não há rádio ou televisão ligados para passar o mínimo de instrução sobre a doença. Eles acabam perdendo a vida por falta de informação adequada", completou.

Ainda de acordo com a reportagem publicada pelo Uol, Roque Pattussi afirma que o Cami está acompanhando o caso de outros trabalhadores estrangeiros pobres internados em estado grave com Covid-19 e sem perspectivas de melhora.

    Veja Também

      Mostrar mais