Presidente do Comitê Olímpico da Líbia é sequestrado em Trípoli

Segundo seu irmão, Nabil al-Alam foi sequestrado na noite de domingo e não há informações sobre seu paradeiro; Líbia participará de Olimpíadas com cinco atletas

EFE |

EFE

O presidente do Comitê Olímpico líbio, Nabil al-Alam, foi sequestrado na noite de domingo em um bairro de Trípoli, informou nesta segunda-feira seu irmão Salah al-Alam. Segundo o irmão, no momento do sequestro, Alam estava acompanhado por outra pessoa que os sequestradores não levaram.

Eleições:  Dados preliminares indicam vitória de liberais nas eleições da Líbia

AFP
Manifestante segura cartaz com retrato do presidente sequestrado do Comitê Olímpico da Líbia, Nabil al-Alam, em Trípoli

Pós-Kadafi: Na Líbia, democracia entra em confronto com visões da jihad

Ele acrescentou que as forças de segurança foram avisadas sobre o caso, mas que ainda não sabiam nada de seu paradeiro. Para Salah, trata-se de "um sequestro humilhante com a intenção de utilizar" seu irmão.

A Líbia participará das Olimpíadas de Londres , que começam em 27 de julho, com cinco esportistas em natação, luta e taekwondo.

Nabil ocupava um cargo de diretor na União de Futebol líbia durante a ditadura de Muamar Kadafi e continuou em seu posto após a vitória do levante popular armado que explodiu em fevereiro de 2011 e depôs o regime anterior do ex-ditador, morto em outubro .

Além disso, foi companheiro e amigo de Mohammed Muamar Kadafi, filho do ditador e anterior presidente do Comitê Olímpico da Líbia.

Segundo várias fontes, apesar de desde o começo da revolta ter-se unido aos rebeldes da região de Jebel Nafusa, ao sul de Trípoli, e ter participado dos combates do sul do país, muitas pessoas o olham com desconfiança no país.

    Leia tudo sobre: líbiacoikadafiprimavera árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG