Justiça suspende 'auxílio-paletó' de deputados em São Paulo

Os 94 parlamentares paulistas tinham direito a R$ 20 mil por ano para comprar ternos

iG São Paulo |

A Justiça de São Paulo suspendeu ontem o chamado "auxílio-paletó" de deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Cada um dos 94 deputados tinha direito a receber duas parcelas ao ano, no valor total de R$ 20 mil.

O pagamento, a título oficial de “ajuda de custo”, era feito em duas etapas - a primeira de R$ 10 mil no início do ano, e a segunda de mais R$ 10 mil ao final. Para receber o benefício, os deputados deviam comparecer a no mínimo dois terços das sessões.

A liminar requerida pelo Ministério Público suspendendo o auxílio foi concedida pelo juiz Luís Fernando Camargo de Barros Vidal.

Em setembro, a Promotoria do Patrimônio Público e Social do MP-SP havia ajuizado uma ação civil pública com pedido de suspensão do pagamento do auxílio. A ação foi ajuizada pelos promotores de Justiça Saad Mazloum e Silvio Antonio Marques.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG