Hillary e 17 líderes internacionais estarão na posse de Dilma

Segundo Itamaraty, lista de convidados internacionais ainda pode aumentar no caso de novas confirmações de presença

Severino Motta. iG Brasília | 17/12/2010 12:22

Compartilhar:

O ministério das Relações Exteriores informou nesta sexta-feira que a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, irá representar o presidente Barack Obama na cerimônia de posse de Dilma Rousseff, que acontece no dia primeiro de janeiro em Brasília. Além dela, 17 líderes internacionais, entre chefes de Estado e de governo, confirmaram a presença no evento.

De acordo com a coordenadora do grupo de trabalho da posse, ministra Andréia Rigueira, até o momento os chefes de Estado da Colômbia, Venezuela, Guatemala, El Salvador, Peru, Uruguai, Guiné, Bolívia e Chile confirmaram a presença.

No caso de chefes de governo virão ao Brasil os da Coréia do Sul, Haiti, Marrocos, Portugal e Qatar. Também há presença confirmada de três vice-chefes de Estado, sendo representantes do Gabão, Argélia e o príncipe da Espanha.

A cerimônia de posse de Dilma deve ser iniciada às 14h10. Ela sairá em carro aberto da Catedral de Brasília, seguirá pela Esplanada dos Ministério, chegando até o Congresso Nacional. Lá assinará o compromisso constitucional e fará seu primeiro discurso como presidente da República.

Do Congresso, Dilma segue ao Palácio do Planalto, onde recebe de Lula a faixa presidencial, dá posse aos ministros e faz o chamado “pronunciamento à nação”. De lá segue para o palácio do Itamaraty, onde uma recepção com os chefes de delegações estrangeiras será realizada.

Ensaio

O grupo de trabalho da posse fará dois ensaios, um no dia 17 e outro no dia 26, para que nada dê errado durante a cerimônia. Um carro com membros do cerimonial vai percorrer o trajeto de Dilma, checar os acessos ao Congresso, ao Palácio e a volta ao Itamaraty.

Na segunda ocasião existe a possibilidade de fechamento da Esplanada dos Ministérios, uma vez que o Rolls Royce presidencial será usado para a simulação. O Itamaraty não soube dizer quem vai representar a presidete Dilma nos ensaios.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo