Direção do PSDB diz ver 'chance concreta' de candidatura de Serra

Semeghini diz ver aumento da pressão sobre ex-governador; Alckmin afirma que sigla deve aguardar uma posição do tucano

iG São Paulo |

O PSDB vê “chances concretas” de uma candidatura do ex-governador José Serra à Prefeitura de São Paulo neste ano, de acordo com o presidente municipal do partido, Júlio Semeghini. Nesta terça-feira, data que o partido havia fixado para encerrar o prazo de inscrições para prévias na capital, tanto o comando partidário quanto o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin , comentaram a possibilidade de o candidato derrotado à Presidência aceitar ingressar na corrida.

Análise: Serra e Kassab estão fazendo o PT de bobo?
Disputa tucana: No Twitter, José Serra alfineta Aécio Neves
Alianças: PSB municipal é que vai decidir sobre eleição em SP, diz Campos
Articulação: PT libera negociações com Kassab para disputa em São Paulo

AE
Alckmin diz que decisão de Serra é pessoal e partido deve aguardar
Alckmin reconheceu que o partido poderá aguardar uma posição final de Serra, independentemente do prazo fixado para as prévias. “Se ele quiser ser candidato, é um ótimo candidato, preparado e sério”, disse Alckmin. Diante da insistência dos jornalistas, sobre o deadline das prévias, complementou: “Esta é uma decisão pessoal do José Serra que nós devemos aguardar.”

Semeghini disse ver um aumento das “pressões” sobre o ex-governador. “Para Serra é muito importante estar nessa disputa para retomar o contato com o eleitorado", afirmou o dirigente, referindo-se à tese de que Serra trabalha para se viabilizar como candidato à Presidência pelo PSDB, em 2014. “Há muitas conversas, muitas pessoas tentando convencê-lo a disputar ( a prefeitura )”, completou o tucano, que é secretário na administração de Alckmin.

Leia também: Dividido sobre Kassab, PT decide priorizar alianças com siglas da base

Divulgada nesta terça-feira pelo jornal Folha de S. Paulo , a informação de que Serra já negocia nos bastidores as condições para uma eventual candidatura à prefeitura chega em meio à movimentação de partidos aliados ao governo tucano de olho na eleição municipal. O xadrez envolve o PSD do prefeito Gilberto Kassab, que nas últimas semanas passou a constar na lista de possíveis aliados preferenciais do PT do ex-ministro da Educação, Fernando Haddad. A lista inclui ainda legendas como o PSB, outro alvo do assédio de tucanos e petistas na cidade.

O PSDB agendou as prévias para 4 de março. Quatro pré-candidatos inscreveram-se na disputa: os secretários estaduais da Cultura, Andrea Matarazzo; da Energia, José Aníbal; e do Meio Ambiente, Bruno Covas; além do deputado federal Ricardo Trípoli.

*Com Valor Online e Agência Estado

    Leia tudo sobre: eleições 2012josé serrageraldo alckminpsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG