Dilma se irrita com Pedro Novais e avalia demissão

Presidenta pediu apuração sobre denúncia de que governanta da residência do ministro teria sido paga com dinheiro público

Adriano Ceolin, iG Brasília |

A presidenta Dilma Rousseff ficou irritada com o novo desgaste no governo provocado pelo ministro Pedro Novais (Turismo), acusado de pagar uma governanta em sua casa com dinheiro da Câmara dos Deputados. Dilma mandou apurar o caso e avalia demiti-lo.

Segundo reportagem do jornal "Folha de S. Paulo" de hoje, Novais empregou Doralice Bento de Sousa como secretária parlamentar por sete anos quando exercia o mandato de deputado federal. Ele pediu licença no começo deste ano para assumir a pasta do Turismo.

Em nota, o Ministério do Turismo admite que Doralice  trabalhou como secretária parlamentar no gabinete do então deputado Pedro Novais até dezembro de 2010, “dando apoio administrativo ao deputado e aos outros funcionários”.

Em maio deste ano, passou a ser funcionária da empresa terceirizada Visão Administração e Serviços, que, segundo a "Folha", recebe R$ 1,5 milhão por ano para fornecer mão de obra ao ministério.

A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse durante o dia que Novais precisa se explicar. Não é a primeira vez que Novais se vê em problemas. Logo ao assumir, foi acusado de pagar uma estada em motel com dinheiro da verba indenizatória.

Sob seu comando, o ministério do Turismo foi alvo de uma operação da Polícia Federal em que o secretário-executivo da pasta acabou preso.

Setores do PMDB defenderam a demissão de Novais na época. Ele foi indicado pelo líder da bancada, Henrique Eduardo Alves (RN). A gestão de Novais também não é bem avaliada pela presidenta.

    Leia tudo sobre: turismopedro novaisdilma rousseffideli salvatti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG