Deputado do PC do B chora e rasga revista para defender ministro

Lula Morais, único comunista na Assembleia Legislativa do Ceará, diz que precisa resguardar honra da sigla da "luta de classes"

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

A músíca é de Gonzaguinha, mas foi consagrada por Fagner, um dos principais nomes da música do Ceará: "Um homem também chora/Menina morena/Também deseja colo/Palavras amenas/Precisa de carinho/Precisa de ternura/Precisa de um abraço/Da própria candura". Agora, a canção deixou os palcos para entrar na política. No Ceará, um deputado do PC do B tem usado as lágrimas para defender o ministro do Esporte, Orlando Silva .

Divulgação
Lula Morais, deputado estadual do PC do B no Ceará: um homem também chora
Silva é suspeito de participar de um esquema de corrupção na pasta. Na Assembleia Legislativa do Ceará, convicto de que as denúncias que partiram do policial militar João Dias são falsas, o deputado Lula Morais (PCdoB) saiu em defesa do colega de sigla. Nesta terça-feira (25), seguiu a máxima de Che Guevara: endurecer, sem perder a ternura jamais. Ele rasgou na tribuna do plenário a revista que trouxe o caso à tona. Antes, já havia chorado durante um pronunciamento.

Na última sexta-feira (21), Lula Morais derramou algumas lágrimas enquanto tentava proteger Orlando Silva e o PCdoB. Vereador de Fortaleza por duas vezes, deputado estadual de segundo mandato e único representante comunista no legislativo cearense, ele afirma: “Os comunistas são alvos de ataques indignos e mentirosos, justamente por não se omitirem. Nunca foram omissos, mas se empenham com vigor nessa luta que é a velha e permanente luta de classes”, disse na ocasião. Ao iG ele afirmou que “se permitiu” a emoção porque estão tentando “arrancar a honra dos comunistas”.

Desta vez, os olhos só ficaram vermelhos. Ele foi à tribuna novamente em defesa do partido e do ministro segurando a revista Veja . Ao afirmar que nenhuma prova do que foi dito na reportagem foi apresentada, ele rasgou um exemplar da publicação. “Essa revista cedeu espaço para uma mentira. Portanto, ela é mentirosa e não merece credibilidade alguma”, declarou, deixando a revista em retalhos.

Perguntado pela reportagem do iG sobre o resultado que o deputado espera obter com esses pronunciamentos e manifestações, Lula Morais afirmou que está “ajudando em uma luta que se tornou cotidiana”. “A tribuna é onde a gente tem a possibilidade de se manifestar”, disse ele.

Nos últimos dias, várias reportagens tem levantado indícios de que Orlando Silva alimentou com verbas federais a rede de militantes que, nos últimos anos, o PC do B instalou em postos-chave do nicho esportivo no setor público.

    Leia tudo sobre: lula moraisorlando silvacrise no esporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG