"Decisão é dele", médico dá aval para Temer ir ao Fórum Mundial de Davos

Presidente teve consulta de retorno nesta quinta-feira no Hospital Sírio-Libanês; peemedebista já confirmou presença no evento na Suíça
Foto: Lula Marques/Agência PT - 22.9.16
Presidente Michel Temer foi proibido de realizar grandes viagens no fim do ano por motivos médicos

O presidente Michel Temer esteve na tarde desta quinta-feira (11) no Hospital Sírio Libanês para consulta de retorno dos procedimentos cardiológicos e urológicos realizados no fim de 2017. De acordo com o Planalto, o presidente está bem e já foi liberado.

Leia também: PT marca reunião com presidente do tribunal que julgará recurso de Lula

Michel Temer foi atendido pelo cardiologista Roberto Kalil e pelo o urologista Miguel Srougi. Segundo o Palácio do Planalto, o objetivo das consultas era acompanhar a evolução de sua recuperação.

Questionado se o presidente tem condições para viajar para o Fórum Econômico Mundial, na Suíça, o médico Roberto Kalil disse, sem entrar em detalhes, que Temer está bem. "A decisão é dele". O fórum ocorre na cidade de Davos, na Suíça, no final do mês.

De acordo com a Globo News , antes mesmo de ouvir o diagnóstico médico do urologista , o presidente já confirmou a sua participação na viagem internacional. A intenção dele no fórum é divulgar os bons números da economia brasileira e atrair investimentos para o País. 

Desde o fim do ano passado, Temer , que – aos 77 anos – é o presidente mais velho da história do Brasil, diminuiu o ritmo do seu trabalho por determinação médica. A passagem de ano do presidente foi em Brasília, assim como tem sido a maioria dos seus eventos. Ele deve voltar à capital federal nesta sexta-feira (12).

Fórum Econômico Mundial de Davos

Se for ao Fórum, Temer deve embarcar no próximo dia 24 de janeiro. Com isso, ele será o primeiro presidente do País a participar do evento desde 2014. Desde aquele ano, o Brasil é representado apenas por seus ministros, sem a presença do chefe de Estado.   

Leia também: Rodrigo Maia (DEM) cogita se candidatar à presidência da República

A comitiva de Temer deve incluir o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, segundo o jornal O Globo.

O maior evento mundial sobre economia ocorre entre os dias 23 e 26 de janeiro e deve reunir mais de três mil líderes – entre políticos, economistas, chefes de companhias, entre outros.   

A pauta deste ano seguirá com o tema da “Quarta Revolução Industrial”, mas também terá um enfoque nas questões climáticas. De acordo com a organização, esse será “um ano-chave” para agir sobre as mudanças do clima no mundo.   

Em Davos , Michel Temer deve ainda participar de uma sessão com o fundador do fórum, Klaus Schwab, considerado um evento de destaque nos debates.

Leia também: Planalto vê ida de Luciano Huck ao Faustão como gesto político da Globo

* Com informações da Agência Brasil e Ansa.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2018-01-11/michel-temer-forum-mundial.html