Ex-ministro foragido se entrega à Polícia Federal em Brasília

Antonio Carlos Rodrigues, atual presidente do PR, teve prisão decretada no último dia 22 e era considerado foragido desde a última sexta-feira (24)
Foto: Reprodução/Twitter
Antônio Carlos Rodrigues é atual presidente do Partido da República (PR)

O ex-ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, se entregou à Polícia Federal em Brasília nesta terça-feira (28). Ele estava foragido desde a semana passada, quando teve sua prisão decretada pela Justiça de Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro. A ordem de prisão foi dada na mesma investigação que prendeu os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho , no dia 22 de novembro. Anteriormente, Rodrigues negava se entregar.

O Ministério Público Eleitoral do Rio acusa o agora ex-foragido de negociar com o frigorífico JBS o pagamento de propinas para financiar a campanha eleitoral de Garotinho ao governo do Rio, em 2014. A denúncia surgiu a partir da delação dos irmãos Wesley e Joesley Batista e do executivo do grupo J&F, Ricardo Saud.

A defesa de Rodrigues, atual presidente nacional do PR, já havia entrado com pedidos de liberdade no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas até esta terça eles ainda não foram analisados.

Antes de se entregar, a defesa do ex-ministro declarou que Rodrigues não pretendia se entregar , afirmando que seu cliente não se submeteria “ às mazelas e humilhações do cárcere” antes das decisões dos tribunais superiores. Os advogados responsáveis, Daniel Bialski e Marcelo Bessa, disseram ainda que "a medida [da prisão] preventiva é desproporcional, desnecessária e inexiste motivação para sua decretação e continuidade".

Já acusado de corrupção

De São Paulo, Antônio Carlos Rodrigues foi vereador por três mandatos de 2001 a 2013 na capital paulista. Em 2012, ele e e outros vereadores foram acusados de participarem de um esquema para fraudar o ponto de presença das sessões da Casa.

De 2012 a 2014, ele serviu como senador suplente de Marta Suplicy , assumindo o cargo enquanto ela era ministra do Turismo. Em seguida, Rodrigues foi o último ministro dos Transportes do governo de Dilma Rousseff , de janeiro de 2015 a maio de 2016.

Leia também: Temendo influência de Cunha em Brasília, desembargadores negam transferência

O agora ex-foragido, Rodrigues assumiu a presidência do PR em maio de 2016.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-11-28/ministro-foragido-se-entrega.html