Presidente afirma, em vídeo divulgado nesta quinta-feira, que "a verdade é libertadora"; gravações curtas serão exibidas na TV a partir da noite de hoje

O presidente Michel Temer disse, em vídeo de propaganda partidária, que 'a verdade é libertadora'
Reprodução/Twitter
O presidente Michel Temer disse, em vídeo de propaganda partidária, que 'a verdade é libertadora'

Em um novo vídeo gravado para a propaganda partidária do PMDB , que foi publicado nas redes sociais do presidente da República, Michel Temer, nesta quinta-feira (16), o partido ataca o que eles chamam de " trama " criada para tirar o peemedebista do poder.

Leia também: Temer diz que brasileiro tende ao 'autoritarismo' e à 'centralização' do poder

"A verdade é libertadora, e não só nos livra das injustiças, como nos dá ainda mais força, vontade e coragem para seguir em frente", diz Michel Temer . "É isso o que vamos fazer com muita convicção. Porque agora é avançar", completa.

A declaração de Temer é feita logo após uma atriz dizer que, "entre todas as perseguições feitas contra o presidente, houve uma que foi além, ultrapassou todos os limites". "A trama foi desmontada, a verdade venceu", continua ela. Ao fundo do vídeo, passam fotos de Temer se abraçando com jovens e crianças, em eventos políticos.

Esse é apenas um dos vídeos de 30 segundos que começarão a ser veiculados na televisão e na internet a partir da noite desta quinta-feira. Todos devem envolver a mensagem de que a "trama foi vencida".

Leia também: Temer é o líder mais impopular do mundo, mostra pesquisa

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo , um outro vídeo de cerca de dez minutos será transmitido no dia 28 desse mês, com o mesmo tema.

Mensagem indireta

Nesse primeiro vídeo publicado nas redes sociais, o nome do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot não foi citado. Além disso, em momento nenhum, há menções aos delatores da JBS. No entanto, é fácil conectar os pontos.

A chamada "trama" referida pelo vídeo diz respeito às delações de Wesley e Joesley Batista, que resultaram na abertura de duas denúncias da Procuradoria-Geral da República (PGR), contra Temer

Com as inserções televisivas e na web, a equipe do PMDB e de Michel Temer buscam – após o engavetamento, por enquanto, de denúncias contra ele – recuperar a credibilidade do presidente da República, gerar estabilidade, e reforçar a ideia de que ele foi alvo de uma armação. 

Leia também: Em manobra contra segunda denúncia de Janot, Temer exonera dois ministros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.