Campos se espelha em Aécio, diz PSDB

Por Vitor Sorano - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Texto divulgado pelo partido tenta mostrar que o tucano e o socialista estavam do mesmo lado no cenário político atual

Flickr
Aécio Neves (foto) e Eduardo Campos seriam dois representantes da "boa política", diz texto

O PSDB divulgou um texto em que coloca seu candidato à Presidência, Aécio Neves, como inspiração de Eduardo Campos (PSB), de olho no espólio político do socialista, morto na última quarta-feira (13) num acidente aéreo.

A análise, publicada no dia seguinte à  tragédia, diz que Campos "espelhou-se em outras experiências exitosas como a de Aécio Neves no governo de Minas Gerais" para governar Pernambuco (2007-2014), numa gestão considerada um sucesso.

O texto apresenta Aécio e Campos como representantes de uma mesma "boa política". O conceito, usado inclusive no título à análise – "A Boa Política de Luto" –, havia sido explorado pelo tucano em seu pronunciamento oficial sobre a morte de Campos, feito na quarta-feira (13)

"Eduardo era um dos mairoes representantes da boa política, e essa triteza é muito maior para aqueles que conviveram com o Eduardo", disse Aécio na ocasião.

Assim, sugere a análise, Aécio seria o melhor nome para dar continuidade aos compromissos de Campos – muito embora o socialista se apresentasse sempre como uma alternativa ao PSDB.

"O Brasil perdeu ontem um protagonista importante da boa política. Mas o mais relevante é que valores e crenças que Eduardo Campos abraçava continuarão sendo respeitados e honrados por quem continuará a travar este bom combate", diz o documento.

Eduardo Campos tinha 9% das intenções de voto segundo a última pesquisa Ibope, realizada entre 3 e 6 de agosto, mas o tamanho de seu patrimônio político é incerto. 

Dilma Rousseff e Eduardo Campos durante vistoria às obras do lote 13 e do canal de aproximação do Rio São Francisco. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Reunião com Campos e Fernando Coelho. Foto: Palácio do PlanaltoDilma Rousseff, Lula e Eduardo Campos, durante a campanha de 2012. Foto: DivulgaçãoCampos rompeu com o governo neste ano e foi oficializado candidato do PSB à Presidência em junho (28/6). Foto: Humberto PraderaEduardo Campo e Marina Silva registram candidatura à Presidência (3/7). Ele deixou o governo de Pernambuco em abril deste ano. Foto: Reprodução/Facebook oficial PSBMaterial de campanha de Eduardo Campos, candidato à Presidência. Marina Silva era a vice em sua chapa. Foto: Ueslei Marcelino/ReutersCampos comemora aniversário de 49 anos durante caminhada de campanha em Arapiraca- AL.   (8/8/2014). Foto: PSBEduardo Campos foi eleito governador de Pernambuco em 2006 e reeleito em 2010. Foto: Ana Carolina Dias, iG PernambucoO governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, veio a São Paulo para encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaEduardo Campos postou uma imagem ao lado do pai, Maximiano Campos, no dia dos pais. Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo Campos e a família durante missa. Ele deixa mulher e cinco filhos  (10/8). Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo postou na sua página no Facebook uma foto no nascimento de seu filho. Miguel nasceu com síndrome de down (29/1/2014). Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo Campos ao lado da família. Foto: ReproduçãoAo lado de Lula, Campos e a família velam o corpo de Miguel Arraes, avô do político, em Recife (14/8/2005). Foto: Ricardo Stuckert/PRCampos comemora com governadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP) e com Lula a escolha do Brasil como sede da Copa (Zurique - 30/7/2007). Foto: Ricardo Stuckert/PRLula cumprimenta Eduardo Campos, que assume como ministro de Ciências e Tecnologia (23/1/2014). Foto: Ricardo Stuckert/PRCampos foi aliado de Lula durante seu governo e seguiu ao lado do PT até meados de 2013. Foto: Ricardo Stuckert/PREduardo Campos, ministro de Ciências e Tecnologia (2004), conversa com José Dirceu, ministro da Casa Civil na época. Foto: José Cruz/ABr Eduardo Campos, presidente do PSB e governador de Pernambuco (2006-2010), acompanha discurso do ministro da Educação Aloizio Mercadante. Foto: Antonio Cruz/ABrLula, na época Presidente, recebe governadores, entre eles Eduardo Campos, que comandou Pernambuco de 2006 a 2014. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr




compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas