TSE aprova criação do partido Solidariedade

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com a aprovação do tribunal, partido liderado pelo deputado Paulinho da Força é o 32º do País

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (24) a criação do partido Solidariedade, fundado pelo deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical. A legenda será identificada com o número 77.

Leia mais: Interessados no troca-troca eleitoral buscam alternativas à Rede

De acordo com a Lei Eleitoral, expira no próximo dia 5 o prazo para criação de partidos aptos a disputar as eleições de 2014. Com o registro e a aprovação do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), o Brasil passa a ter 32 partidos registrados no TSE.

Por 4 votos a 3, a maioria dos ministros entendeu que o partido cumpriu os requisitos para obtenção do registro.

O ministro relator do processo, Henrique Neves, pediu em seu parecer novas diligências para que fossem investigadas possíveis fraudes na coleta de assinaturas. O pedido de uma investigação das assinaturas, que levaria ao adiamento da conclusão do processo, teve o apoio da ministra Luciana Lóssio e Marco Aurélio Mello. A maioria, no entanto, optou por conceder o registro.

Reação: PMDB decide pedir na Justiça mandato de quem deixar o partido

Após a decisão do TSE, o deputado Paulinho da Força, idealizador da legenda, disse que deverá apoiar nas próximas eleições um candidato de oposição ao governo Dilma. Segundo ele, cerca de 30 deputados federais devem embarcar no Solidariedade.


***Com Agência Brasil e Agência Estado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas