Terceiro na linha sucessória, presidente do Senado comandará o País interinamente até domingo porque Temer e Alves também viajam ao exterior

Agência Estado

Terceiro na linha sucessória, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), assume a Presidência da República, interinamente, na noite desta quinta-feira, quando a presidente Dilma Rousseff embarca para a Etiópia. A presidente participará no país das comemorações dos 50 anos de criação da União Africana.

Leia também: Dilma é a segunda mulher mais poderosa do mundo na lista da 'Forbes'

Pesquisa: Popularidade de Dilma bate novo recorde e atinge 79%, diz Ibope

Renan já assumiu interinamente a Presidência da República, em maio de 2006, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , quando também ocupava a presidência do Senado.

Desta vez, ele precisará assumir o cargo novamente porque o vice-presidente, Michel Temer, viajará para o Equador a fim de representar Dilma na posse do presidente reeleito, Rafael Correa. E o segundo na linha sucessória, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), também estará fora do País, em viagem oficial aos Estados Unidos.

Dilma retorna ao Brasil na noite de domingo, 26.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.