Em vídeo, Feliciano atribui sucesso de Caetano ao diabo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara diz que cantor vendeu mais de 1,5 milhão de cópias da música 'Sozinho' por ter sido 'ungido'

Em um novo vídeo publicado ontem (9) na internet, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Marco Feliciano (PSC-SP) diz que Caetano Veloso vendeu 1,5 milhão de cópias de um CD por ter sido “tocado” pelo diabo.

Feliciano ao iG: 'Nunca perdi o controle da comissão'

Poder Online: ‘Não ficarei numa comissão dirigida por um anti-humano’, diz petista

Leia mais: Presidente da Câmara cobra ‘comportamento decente’ de Feliciano

Leia também: Em reunião de líderes, Feliciano volta atrás e diz que fará reuniões abertas

Vídeo: Feliciano diz que Deus ‘matou’ John Lennon e Mamonas Assassinas

Feliciano diz que, apesar de outros cantores já terem interpretado a canção “Sozinho”, principal música do CD em questão, apenas a versão de Caetano teria sido um sucesso de vendas em 1998.

ALAN SAMPAIO/iG BRASILIA
Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, fecha mais uma reunião

“Alguns anos atrás, um cidadão sentado em um banquinho, fazendo um show com uma viola, cantou uma música cujo nome é ‘Sozinho’e em uma semana e meia vendeu 1 milhão de cópias. O pessoal da mídia foi rastrear a música e descobriram que Sandra de Sá gravou a música e Tim Maia também, e ninguém canta melhor que os dois”, disse Feliciano, em um culto sem data divulgada.

Segundo pastor, em entrevista, o cantor disse que suas músicas fazem sucesso porque são abençoadas pelo diabo. “Caetano disse ‘é simples. O meu segredo é Mãe Menininha do Patuá (sic), antes de gravar eu levo pra ela e canto pra ela. Ela, possuída pelos orixás, diz assim: pode gravar que eu abençoo” contou para a plateia. “Você entendeu ou não? Não subestime o diabo porque ele tem poder”, explicou.

Letícia Sabatella: 'Feliciano é uma bênção de Deus. É um mal que vem para o bem'

Leia também: Ministra publica moção de repúdio contra Feliciano

Vídeo: Feliciano diz que Comissão de Direitos Humanos era dominada por ‘satanás’

Reunião fechada: 'Me sinto realizado. Democracia é isso', diz Feliciano

O pastor faz referência à Mãe Menininha do Gantois, mãe-de-santo famosa na Bahia, que morreu em 1986, 12 anos antes do sucesso de “Sozinho” na voz de Caetano.

Feliciano contrapõe Caetano e a cantora pop americana Lady Gaga a estrelas gospel, e diz que “se o diabo vai à Bahia e levanta um que vende 1 milhão de cópias”, Deus também levanta os cantores da igreja. “Se o diabo tem uma Lady Gaga que canta e encanta, o meu Jesus tem uma Lady Shirley”, diz ele se referindo a uma cantora gospel.

Hoje, durante reunião da Comissão de Direitos Humanos realizada a portas fechadas, Feliciano mencionou "o grande cantor" Caetano Veloso, após ouvir que o artista apoiou a audiência pública realizada pelo deputado para ouvir vítimas da contaminação por chumbo, em Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo baiano.

Bolsonaro bate boca com ativista contra sua permanência na Comissão de Direitos Humanos na Câmara. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaBolsonaro bate boca com manifestantes contrários que ele assuma a presidência da Comissão de Direitos Humanos (11/02/2014). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaJovens fazem beijaço contra Bolsonaro assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos (11/02/2014). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27 de março). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAManifestantes gritam palavras de ordem contra Feliciano antes da reunião da comissão. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMais cedo, ativistas entregaram um abaixo-assinado online contra a presença de Feliciano na comissão. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27 de março). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAAlvo de protestos, Feliciano troca plenário e faz reunião fechada. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAFeliciano mandou deter um dos manifestantes nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMarco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27 de março). Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAManifestantes furam o bloqueio da segurança e protestam contra Feliciano em reunião da comissão. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaSob protestos, Feliciano não consegue presidir mais uma sessão da Comissão de Direitos Humanos. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaManifestantes protestam na Câmara contra permanência de Feliciano na Comissão de Direitos Humanos. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDeputados quase saem no tapa na primeira sessão de Feliciano na Comissão de Direitos Humanos. Foto: Agência BrasilA Frente Parlamentar em Defesa da Dignidade Humana e Contra a Violação de Direitos discute a repercussão sobre Feliciano na Comissão de Direitos Humano no dia 12 de março. Foto: Antonio Cruz/ABrA Frente Parlamentar em Defesa da Dignidade Humana e Contra a Violação de Direitos discute a repercussão sobre a eleição de Feliciano para a Comissão de Direitos Humano. Foto: Antonio Cruz/ABrProtesto contra Pastor Feliciano na Comissão de Direitos Humanos na Câmara. Foto: Nico Nemer/Futura PressPastor Marcos Feliciano é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos sob protestos. Foto: Agência CâmaraDeputados do PT e PSOL seguiram o ex-presidente da Comissão, Domingos Dutra (PT-MA), e abandonaram o colegiado. Foto: Alexandra Martins / Agência CâmaraSob protestos, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, no dia 7 de março. Foto: Alexandra Martins / Agência CâmaraGrupos protestam contra indicação do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para a presidência da Comissão de Diretos Humanos e Minorias da Câmara, no dia 6 de março. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrGrupos protestam contra indicação do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para a presidência da Comissão de Diretos Humanos e Minorias da Câmara, no dia 6 de março. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas