Maluf é condenado a devolver R$ 21 milhões aos cofres públicos

Valor a ser restituído tem origem em condenação de 1998, no processo que ficou conhecido como o "escândalo dos precatórios"

iG São Paulo | - Atualizada às

O ex-prefeito de São Paulo e deputado federal Paulo Maluf (PP) foi condenado pela Justiça a devolver R$ 21.315.299,77 aos cofres públicos. A decisão, expedida pela juíza Liliane Keyko Hioki, da 3ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, sai após Maluf esgotar todos os recursos de uma condenação de dezembro de 1998, em ação movida pelo Ministério Público e motivada por uma representação feita pelo PT, em 1996.

Poder Online: Malufismo é varrido da Câmara Municipal de São Paulo

AE
Valor de R$ 21 milhões que deve ser devolvido por Paulo Maluf (PP-SP) é referente ao chamado "escândalo dos precatórios"

O valor é referente aos prejuízos de operações financeiras com papéis do Tesouro Municipal durante a gestão de Maluf na prefeitura, no que ficou conhecido com o "escândalo dos precatórios".

Jersey: Advogados admitem que Maluf tem dinheiro em ilha

A decisão, divulgada no último dia 20 de setembro, deu quinze dias ao ex-prefeito para a devolução do valor atualizado. Caso não seja devolvido, ele deverá pagar mais juros e multa de 10%, conforme determinação da juíza.

Leia também: Juíza decide que Maluf fica na lista de mais procurados da Interpol

A assessoria de imprensa do ex-prefeito emitiu uma nota na qual afirma que Paulo Maluf "nunca assinou nenhum documento nos quais o processo está baseado". Ainda segundo a assessoria, o caso ainda está em discussão na Justiça.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG