Em enquete do iG, Toffoli é eleito o mais polêmico do julgamento do mensalão

Ministro do STF recebeu 23.441 votos ficando à frente de Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber

iG São Paulo | - Atualizada às

Baseada no conceito de real time, que proporciona uma interação entre todos os usuários do portal iG , a nova plataforma de enquete lançada no final de julho apontou José Dias Toffoli como o ministro mais polêmico do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF). Toffoli recebeu 23.441 votos, superando Ricardo Lewandowski, com 6.820. Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber apareceram em seguida, nesta ordem. Ao todo, foram computados 40.258 votos em quatro dias.

Logo atrás de Lewandowski, Barbosa recebeu 6.491 votos, enquanto Gilmar Mendes, bem atrás, teve 2.219 votos, ficando a frente de Marco Aurélio Mello (822) e Rosa Weber (465).

Leia também: Enquete revolucionária do iG é comentada nas redes sociais

Veja especial do iG sobre o julgamento do mensalão 

iG São Paulo
Dias Toffoli foi considerado o ministro mais polêmico pelos internautas que votaram na enquete do iG

Joaquim Barbosa, o relator do processo do mensalão, e Ricardo Lewandowski, o revisor, bateram boca em vários momentos do julgamento. José Dias Toffoli era uma incógnita porque, como já foi advogado do PT, existia a possibilidade de ser impedido de votar. Gilmar Mendes é outro ministro que se envolveu numa briga de versões com Luiz Inácio Lula da Silva ao dizer que foi pressionado pelo ex-presidente para adiar o julgamento.

Marco Aurélio Mello fez duras críticas a Barbosa por não ser flexível sobre o formato do julgamento e chegou a chamar o ministro de “o todo poderoso relator”. Indicada pela presidenta Dilma Rousseff, Rosa Weber era uma das esperanças de voto “pró-absolvição” , mas frustrou os advogados ao pedir a condenação dos réus.

Leitores do iG: Marta é eleita pior prefeita de SP dos últimos 20 anos

Enquete do iG: FHC é eleito o presidente que mais fez pelo Brasil

Enquete inovadora

A plataforma de enquete é baseada no conceito real time, que promove uma interação completa e em tempo real entre todos os usuários do portal. O leitor poderá participar e conferir de que forma todos os outros usuários estão votando simultaneamente. Assim, é possível acompanhar os resultados e medir as mudanças de humor dos internautas em relação aos principais temas do Brasil e do mundo.

A tecnologia, criada pela IBT, empresa que pertence à Brztech, da qual faz parte o grupo português Ongoing, reduz o tempo entre a ação do usuário e a visualização, eliminando os atrasos decorrentes da atualização de páginas e de publicação. O grupo Ongoing é controlador do portal iG.

No início do mês passado, os internautas do iG participaram de uma enquete para escolher qual foi o pior prefeito de São Paulo nos últimos 20 anos: Luiza Erundina, Paulo Maluf, Celso Pitta, Marta Suplicy, José Serra ou Gilberto Kassab? A senadora Marta Suplicy (PT), ex-prefeita da capital, teve o maior número de votos.

Outra enquete queria saber qual presidente fez mais pelo País: José Sarney, Fernando Collor de Mello, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Lula ou Dilma Rousseff. Com mais de 100 mil votos, FHC foi o escolhido.

A plataforma revolucionária do iG vem tendo um grande alcance nas redes sociais , em especial no Twitter e no Facebook. A repercussão das enquetes anteriores foi imediata e vários usuários convocaram os amigos para votar na home do portal, fazendo com que a plataforma rapidamente se tornasse um viral na rede.

    Leia tudo sobre: mensalãojulgamento do mensalãoreal timeenqueteigdias toffolilewandowski

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG