Série do iG explica como o marketing político ‘encanta’ o eleitor

‘Pode não parecer, mas o objetivo do marketing político é entusiasmar’, diz o cientista político Humberto Dantas; ele dá dicas para você não ser enganado

iG São Paulo |

O iG apresenta, nesta quinta-feira, mais um episódio da série sobre educação política , que reúne ao todo oito programas dentro da cobertura especial das eleições municipais 2012 . O tema desta vez trata explica por que o marketing eleitoral – ou a técnica de “encantar” o eleitor em busca de votos – é fundamental nas campanhas. Nesta terça, começam as propagandas no rádio e na TV.

Saiba tudo sobre a disputa eleitoral no página especial das eleições 2012

Calendário eleitoral: Confira as datas dos principais eventos das eleições 2012

Guia do eleitor: Tire suas dúvidas e saiba como usar a urna eletrônica

“Pode não parecer, mas o objetivo do marketing político é entusiasmar, cativar a população a escolher um partido e seus candidatos. Tudo o que ouvimos e vemos nos meios de comunicação e nas ruas durante as campanhas é orientado por pesquisas minuciosas e análises detalhadas do que pensamos e desejamos, ou seja, a coisa é feita na medida para nos agradar”, explica o cientista político Humberto Dantas

No episódio de estreia, Dantas explicou a importância da Lei da Ficha Limpa para coibir abusos de maus políticos. No segundo, foi a vez da Lei dos Bispos , que pune a compra de votos nas eleições. O terceiro explicou a importância do voto .

Outros temas abordados da série votos brancos e nulos, como acompanhar o que pensa e o que faz seu candidato, entre outros.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG