Caças da FAB quebram vidros do STF

Mirages F-200 exageram na baixa altitude e estilhaçam vidraça do Supremo Tribunal Federal na Praça dos Três Poderes, principal ponto turístico de Brasília

Nivaldo Souza - iG Brasília | - Atualizada às

Não terminou muito bem o voo de exibição de dois caças supersônicos Mirage F-200 e da Esquadrilha da Fumaça durante solenidade de troca da bandeira nacional na Praça dos Três Poderes, em Brasília, por volta das 10h20 deste domingo.

O vento forte provocado pelo rasante dos caças quebrou vidros da fachada frontal do Supremo Tribunal Federal (STF), justamente as janelas voltadas para a Praça. 

Alan Sampaio / iG Brasília
O vento forte provocado pelo rasante quebrou vidros da fachada frontal do STF, justamente as janelas voltadas para a Praça dos Três Poderes, ponto turístico da capital

Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), “uma onda de choque causou danos às vidraças de alguns órgãos públicos”.

Leia também: As manobras, os aviões e os pilotos da Esquadrilha da Fumaça

Os aviões da FAB voaram muito baixo na praça onde estão o Palácio da Alvorada (local de trabalho da presidenta da República), o Congresso Nacional e o STF - principal ponto turístico da capital federal.

Segundo a assessoria do STF, não houve vítimas no acidente na Praça dos Três Poderes. A FAB informa em nota que o “Comando da Aeronáutica já iniciou a apuração das circunstâncias do fato e irá ressarcir os prejuízos decorrentes [do acidente]”.

A cerimônia integrou as comemorações dos 60 anos da Esquadrilha, cujo nome oficial é Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA).

Alan Sampaio / iG Brasília
Segundo a assessoria do STF, não houve vítimas no acidente; circunstâncias que levaram ao episódio estão sendo apuradas


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG