Comissão da Verdade decide criar “Wikipédia da ditadura”

Conforme o iG antecipou, integrantes já definiram que também utilizarão informações de internautas nas investigações; assim trabalhos do órgão devem durar mais que dois anos

Wilson Lima - iG Brasília |

Roberto Stuckert Filho/PR
Comissão da Verdade vai criar sistema on line para ajudar em investigações

Durante as primeiras reuniões da Comissão da Verdade, os sete membros do órgão definiram que vão instituir um sistema on line para colher informações de parentes de vítimas da ditadura. A ideia é que esse sistema seja uma espécie de “Wikipédia” do regime militar.

A proposta foi adiantada com exclusividade pelo iG , no dia da instalação da comissão, em 16 de maio. A sugestão partiu do jurista e escritor pernambucano José Cavalcanti Filho e tem o objetivo de ampliar, de forma indireta, o tempo de investigação da Comissão da Verdade. O órgão instituído em maio terá até 2014 para apresentar um relatório, a ser transformado em um livro.

PropostasTrês Estados devem ganhar Comissões da Verdade até setembro desde ano

Análise : Comissão da Verdade chega atrasada ao Brasil em relação a outros países

Os membros da Comissão da Verdade querem que internautas ajudem prestando informações, dando opiniões, divulgando documentos entre outros dados que serão importantes no processo de investigação. Membros da comissão já receberam por e-mail dados que estão sendo analisados se serão apurados ou não, como, por exemplo, uma lista com 119 crimes cometidos pela esquerda .

Apesar da proposta ter sido aprovada pelos membros durante as primeiras reuniões, ainda não se sabe como, nem quanto vai custar o desenvolvimento deste sistema ou se o órgão fará alguma parceria com uma instituição privada para implementá-lo. A lei que criou a Comissão da Verdade prevê que o órgão tem autonomia para firmar parcerias com instituições privadas caso seja necessário.

Foco : Maioria da Comissão da Verdade quer investigar apenas militares

Pedido : Dilma quer que Comissão da Verdade encontre paradeiro de presos políticos

Nessa semana, a Comissão da Verdade conseguiu articular uma rede de informações junto às comissões estaduais e municipais de São Paulo. O órgão nacional também terá a ajuda de entidades semelhantes formadas na Pontifícia Universidade Católica (PUC) e na Universidade de São Paulo (USP).

    Leia tudo sobre: Comissão da VerdadeDitadura Militar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG