ONU confirma brasileiro como novo chefe da missão de paz no Haiti

Antes de chefiar a Minustah, Fernando Rodrigues Goulart trabalhou com as Nações Unidas em Moçambique e no Nepal

Agência Brasil |

O militar brasileiro Fernando Rodrigues Goulart será o novo comandante da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah), em substituição ao major general Luiz Ramos. O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, confirmou o nome de Goulart como chefe da missão.

Epidemia: ONU investiga se soldados da Minustah levaram cólera

AP
Haitiana transporta água perto de base militar de Porto Príncipe (6/3)
Ki-moon elogiou Ramos por sua "dedicação, profissionalismo e liderança, críticos para os esforços de estabilização no Haiti". Em comunicado, a ONU informou ainda que Goulart é um profissional de "carreira militar distinta, detendo numerosos comandos e posições hierárquicas sênior".

O novo comandante da Minustah foi observador militar da missão da ONU em Moçambique, conhecida pela sigla Onumoz, em 1993, e mais recentemente no Nepal. De 2008 a 2010, ele trabalhou no Departamento de Operações de Manutenção de Paz da ONU como oficial de ligação sênior na divisão Europa e América Latina.

Minustah: Conselho de Segurança aprova redução da missão da ONU no Haiti

A Minustah foi criada em 2004 e, desde o começo, as tropas da ONU são lideradas por um oficial brasileiro. Além disso, o Brasil sempre colaborou com o envio de militares para integrar as forças de paz. Até o momento, não há ainda a definição de prazos para a retirada dos militares estrangeiros do Haiti. A comunidade internacional colabora com o governo do presidente haitiano, Michel Martelly, para a reconstrução do país.

    Leia tudo sobre: haitiminustahbrasilban ki-moongoulart

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG