'Nó milagroso' em tronco de árvore atrai fiéis e céticos nos EUA

Enquanto multidão reza diante de suposta imagem de santa no Estado de Nova Jersey, outros criticam 'adoração do diabo'

iG São Paulo |

NYT
Mulher toca nó de árvore que, para alguns, parece a Virgem Maria em West New York, N.J. (22/07)

Dante Domenech segurava sua Bíblia com firmeza enquanto gritava para uma multidão em uma manhã de domingo em West New York, no Estado americano de Nova Jersey. As pessoas, ajoelhadas, faziam o sinal da cruz e choravam diante da base de uma árvore de Ginkgo Biloba, em cujo tronco havia um nó com um estranho formato. Elas acreditavam se tratar de uma imagem da Virgem Maria.

"Isto é feitiçaria, vocês estão adorando demônios!" berrou Domenech, 50, de Bergen, Nova Jersey.

Leia também: Espetáculo mórmon nos EUA atrai milhares de fiéis e curiosos

Essa observação fez com que Maria Cole, que estava entre as dezenas de pessoas que foram rezar e deixar flores e velas ao redor da árvore, retrucasse: "Não queremos a presença do Satanás", gritou Cole, 57, em espanhol.

Ao mesmo tempo, uma senhora de 90 anos de idade usou uma rosa branca de haste longa para bater na cabeça e nos ombros de Domenech. Três agentes da polícia pediram que ele se retirasse.

No local onde alguns acreditam ter acontecido um milagre, as orações dos fiéis e os gritos dos céticos têm se tornado cada vez mais constantes, à medida que a notícia do descobrimento deste distinto nó se espalhou desde sua descoberta este mês.

O prefeito Felix Roque disse que o governo local está gastando cerca de US$ 1 mil por dia com policiamento para evitar que a árvore seja vandalizada, neutralizar os confrontos e fazer com que o tráfego flua na movimentada Avenida Bergenline, entre as ruas 60 e 61.

Aqueles que se reuniram ao redor da árvore no domingo, dia 22 de julho, disseram que sua paixão pelo nó, que se encontra na altura de 1m20 do tronco, vem de sua semelhança com a Nossa Senhora de Guadalupe.

"Isso acabou unindo todas as comunidades hispânicas", disse Roque enquanto visitava a árvore na manhã de domingo.

Os sacerdotes da Arquidiocese de Newark examinaram a árvore e determinaram que o nó era uma ocorrência natural, disse um porta-voz da arquidiocese, James Goodness.

"Estamos esperançosos de que, mesmo que este seja apenas um nó em uma árvore, o evento estimule as pessoas a olhar para dentro de si mesmas para encontrar uma compreensão mais profunda de sua fé", disse.

Com toda a comoção, Roque propôs que a árvore de 6 metros de altura com folhas em forma de hélice seja transplantada para um parque nas proximidades.

Como resposta a essa ideia, os membros de grupo de vigília permanente ao redor da árvore disseram ter reunido 5 mil assinaturas em uma petição exigindo que a árvore fique onde está. Roque disse que irá indicar uma comissão esta semana para discutir como proceder com a questão.

Por Nate Schweber

    Leia tudo sobre: euanova jerseyreligiãomilagre

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG