Por mais que o filhote de touro tenha nascido com um sexto membro anexado às suas costas, esta rara condição não afetou o seu desenvolvimento

O dono deste peculiar bezerro chinês disse que ficaria muito feliz em poder doar o animal para um zoológico
Reprodução/Asia Wire via Daily Mail
O dono deste peculiar bezerro chinês disse que ficaria muito feliz em poder doar o animal para um zoológico


A zona rural da cidade de Muling, na província chinesa de Heilogjiang, teve uma grande surpresa quando uma de suas vacas deu à luz. Afinal, enquanto todos esperavam que os filhotes tivessem apenas quatro patas, um bezerro surpreendeu e nasceu com uma pata extra conectada às suas costas.

Leia também: Cara ou coroa? Cidade dos EUA tem eleição municipal decidida na moeda

Wu Yujiang, dono da fazenda onde o bezerro nasceu, disse em entrevista ao Pear Video que ficou muito chocado quando percebeu a “mutação” do filhote. A pata, que possui a anatomia completa, está localizada nas costas do animal – logo atrás de seu ombro – e não afetou o desenvolvimento do pequeno touro. Até o momento, ele cresce de forma tão saudável quanto seus irmãos de quatro patas.

De acordo com o  Daily Mail , uma anomalia genética pode ser a explicação para o surgimento do membro extra. Uma das hipóteses consideradas é a de uma condição chamada polimelia, responsável por fazer crescer um número complementar de patas em alguns animais.

Geralmente, ela acontece quando dois embriões começam a se desenvolver como "gêmeos siameses", porém, um deles para de progredir e somente algumas partes de seu corpo permanecem até o momento do parto.

Gêmeo parasita

Outra doença que poderia explicar o caso do filhote é a "fetus in fetu", mais conhecida como "gêmeo parasita". Neste caso, quando um dos embriões para de se desenvolver durante o início da gestação, ele pode ser assimilado pelo seu irmão, o que resulta em casos como este até mesmo em humanos.

No início de agosto, por exemplo, um caso bastante inusitado chamou atenção de médicos indianos. Após um parto, ao examinar o bebê, os especialistas puderam concluir que uma criança havia nascido dentro de outra criança .

Os médicos só descobriram o feto malformado, com apenas o cérebro, braço e pernas definidos, por trás do estômago do bebê novo e saudável.

Diante da situação, a equipe decidiu operar o recém-nascido para remover a massa de 3 polegadas. Segundo os profissionais, por causa do tamanho, esse deve ser um caso raro dentro das notificações já feitas sobre a gravidez com gêmeo parasita .

Leia também: Homem leva urso para "dar uma voltinha" em seu carro na Rússia; assista ao vídeo

Agora, o dono da fazenda onde o bezerro nasceu declarou que ficaria muito feliz se pudesse doar o animal para um zoológico, onde "mais pessoas poderiam vê-lo". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.