Campanha contra o ódio mostra beijos entre líderes mundiais

Fundação criada pela Benetton divulga anúncios com montagens que mostram Obama beijando Chávez e papa beijando líder muçulmano

iG São Paulo |

Uma campanha contra a "cultura do ódio" lançada nesta quarta-feira promete causar polêmica com montagens que mostram líderes mundiais se beijando.

Em um dos anúncios da marca de roupas United Colors of Benetton, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aparece beijando o líder venezuelano, Hugo Chávez. Em outro, o papa Bento 16 beija Ahmed Mohamed el-Tayeb, imã da mesquita de Al-Azhar, no Cairo.

Reprodução
Anúncio da Benetton mostra Obama "beijando" Chávez

Em comunicado, a marca afirmou que a campanha "Unhate" busca "contrastar a cultura do ódio e promover a aproximação de pessoas, religiões e culturas, além da compreensão pacífica das motivações dos outros".

Trata-se da primeira campanha da fundação Unhate, criada pela Benetton, cujo objetivo é "contribuir para a criação de uma cultura de tolerância que combata o ódio".

"Embora o amor global seja uma utopia, o convite a não odiar, a combater a cultura do ódio, é um objetivo ambicioso, mas realista", afirmou Alessandro Benetton, vice-presidente do grupo Benetton. "Com essa campanha, decidimos dar ampla visibilidade ao ideal de tolerância e convidar cidadãos de todo o mundo a refletir sobre como o ódio nasce principalmente do medo do outro e do que não nos é familiar."

No comunicado que apresenta a campanha, a empresa afirma que os anúncios que mostram beijos entre líderes mundiais têm "um toque de ironia e de provocação construtiva".

Ainda de acordo com a Benetton, as "simbólicas imagens de reconciliação" entre líderes mundiais que costumam divergir em questões políticas e religiosas "estimulam a reflexão" sobre como o diálogo deve superar as divergências.

Veja as imagens da campanha:

    Leia tudo sobre: propagandaobamachávezpapabenetton

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG