"Quero meu filho de volta", diz pai do piloto de avião desaparecido

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

O Airbus A320-200 voava de Surabaya, na Indonésia, para Cingapura, quando desapareceu na manhã de domingo (28, noite de sábado, 27 no Brasil)

BBC

BBC
Avião desaparecido da AirAsia pode ter caído no Mar de Java e afundado, segundo autoridades

Suwarto, o pai do piloto Iriyanto, que comandava o avião desaparecido da AirAsia, afirmou desejar que o filho retorne em segurança para casa. Mas disse também que se conformará essa for a "vontade de Deus".

LEIA TAMBÉM: Manchas de óleo e objetos são vistos durante buscas pelo avião da AirAsia

"Eu quero que meu filho volte vivo e bem, mas se isso não acontecer, se Deus não quiser isso, está nas mãos do destino", disse ele em entrevista à BBC.

A última vez que Suwarto viu seu filho Iriyanto com vida foi na semana passada, no funeral de outro de seus filhos – que morreu em consequência de diabetes.

Iriyanto é considerado um piloto muito experiente, segundo Tony Fernandes, o Chefe Executivo da AirAsia. Ele possui no currículo 20.500 horas de voo – mais de 7 mil delas voadas em aeronaves da AirAsia.

No voo QZ8501 ele era auxiliado pelo copiloto francês Remi Emmanuel Plesel e por cinco tripulantes. Os passageiros abordo da aeronave somavam 155 pessoas.

"Meu filho não está sozinho no avião, se essa é a vontade de Deus (que o avião tenha caído) então que seja", afirmou Suwarto.

Técnico inspeciona avião da AirAsia antes de decolagem no Aeroporto Internacional Soekarno Hatta, em Jacarta, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianTony Fernandes, CEO da AirAsia, durante coletiva de imprensa em Surabaya, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501. Foto: APA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501, para atender os parentes dos passageiros. Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares dos passageiros do AirAsia QZ8501 clamam por notícia durante uma reunião com funcionários do centro de crise no aeroporto internacional Djuanda. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesAutoridades responsáveis pelas buscas da aeronave do voo 8501 da AirAsia suspenderam as atividades em razão do mau tempo e do começo da noite na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesSunu Widyatmoko, CEO da AirAsia, fala a imprensa no aeroporto Djuanda Internacional, em Surabaya, na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesParente dos passageiros do voo AirAsia QZ8501 chora enquanto espera notícias do avião desaparecido no aeroporto de Surabaya. Foto: AP Photo/TrisnadiJornalistas tentam entrevistar familiares dos passageiros do voo 8501 da AirAsia no aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Xinhua, Then Chih WeyFamiliares aguardam notícias sobre destino do voo da AirAsia, que desapareceu neste sábado (27). Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares conferem lista com nomes dos tripulantes e passageiros do voo da AirAsia desaparecido. Foto: AP Photo/TrisnadiPassageiros e tripulação somam 162 pessoas no voo da AirAsia. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliar observa toten da AirAsia que informa sobre voo desaparecido. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliares e amigos de passageiros e tripulantes aguardam informações no Aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Wong Maye-EAirAsia nunca havia perdido aeronaves, mas região foi cenário de desastre aéreo em março. Foto: Reuters/BBCPiloto da Air Asia pediu para usar rota pouco usual logo antes de perder contato. Foto: Reuters/BBCDois aviões fazem buscas aos Airbus 320 da AirAsia. Foto: Divulgação

Buscas

O Airbus A320-200 voava de Surabaya, na Indonésia, para Cingapura, quando desapareceu na manhã de domingo (noite de sábado no Brasil).

Na última comunicação registrada entre aeronave e o controle de voo, Iriyanto ou Plesel (não se sabe exatamente qual dos dois), fez uma solicitação para mudar de rota – a fim de desviar de uma tempestade.

VEJA MAIS: Indonésia diz que avião pode estar no fundo do mar

O chefe da agência que chefia as equipes de resgate, Bambang Soelistyo, afirmou que provavelmente o avião caiu no mar e afundou. A hipótese se baseia principalmente na trajetória e na última localização conhecida da aeronave.

Especialistas em aviação ouvidos pela BBC News levantaram a hipótese de que uma das principais causas do desaparecimento do avião seja uma forte tempestade.

As buscas pelo avião acidentado estão se concentrando no Mar de Java, entre as ilhas indonésias Belitung e Kalimantan. Aeronaves e embarcações de diversos países estão participando da operação.

Leia tudo sobre: airasiaair asiaqz8501voo 8501malásiaindonésiaavião

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas